ADEUS

TI da Ufrgs: 25% estão fora do país

19/04/2021 12:39

Levantamento feito pela universidade gaúcha dá uma dimensão da fuga de cérebros.

Profissionais qualificados estão deixando o país. Foto: Pexels.

Tamanho da fonte: -A+A

Um em cada quatro alunos da graduação ou pós-graduação em Ciência ou Engenharia da Computação da Ufrgs saíram do Brasil.

O dado é de um levantamento realizado pelo Instituto de Informática da Universidade Federal do Rio Grande do Sul em 2019, do qual participaram 754 ex-alunos.

Boa parte foi contratada por empresas de grande porte como Amazon, Facebook, Google, Intel ou Netflix, ou por universidades localizadas principalmente nos Estados Unidos e Europa. 

O dado é um pouco antigo, mas serve para dimensionar o fenômeno da chamada “fuga de cérebros”, como é conhecida a emigração de profissionais com alta qualificação acadêmica.

A metáfora é dos anos 80, outra década na qual muitos brasileiros decidiram deixar  o país, e voltou à pauta nos últimos anos, quando a crise econômica gerou uma combinação de falta de verbas para os profissionais no mundo acadêmico com falta de vagas bem pagas na iniciativa privada.

“Vemos com preocupação essa tendência crescente de fuga de cérebros, pois são profissionais formados com recursos públicos que deixam de contribuir diretamente com o crescimento do país. Por outro lado, não temos como impedir essas saídas”, disse ao jornal gaúcho Zero Hora o ex-coordenador do programa de Pós-Graduação em Computação na UFRGS e professor do Instituto de Informática João Comba.  

De 2019 para cá, com o agravamento da crise econômica, o número de emigrados na UFRGS provavelmente aumentou.

O Instituto de Informática da UFRGS foi fundado em 9 de novembro de 1989, mas a atividade acadêmica em torno do assunto começou na década de 70, o que torna a universidade federal gaúcha umas das pioneiras no assunto no país. 

Com cerca de 70 professores, o corpo docente está entre os maiores do Brasil.

Veja também

DIN DIN
Não existe o melhor momento para comprar dólar

É de fundamental importância que seus investimentos gerem renda em dólares.

COVID-19
França suspende voos com o Brasil

Motivo é a propagação da variante do coronavírus originária de Manaus, conhecida como P1.

EXEMPLO
Dupla aproveita bem a quarentena

Durante a pandemia, eles largaram seus empregos, começaram a programar e venceram um hackathon.

DARK WEB
Psafe: todos os CPFs do Brasil vazaram

Banco de dados vazado reúne nome completo, data de nascimento e CPF de potencialmente quase todos brasileiros.

PRÊMIO
Brasileiros vencem concurso global de cibersegurança

Paulo e Pedro Fabri ganharam US$ 10 mil com jogo voltado à conscientização dos usuários.

CARREIRA
Mulheres na engenharia precisam de incentivo

Estudar na área exige uma garra extra, mas não deveria ser assim. Um depoimento pessoal.

EDUCAÇÃO
Ensino a distância: estreia para 54%

Crise do coronavírus colocou universidades à força no mundo do EAD.

PROFISSÕES
PUC-RS aposta em Ciência de Dados

Universidade gaúcha terá uma graduação sobre o tema, junto com centro de pesquisa.

INOVAÇÃO
USP terá hub voltado à construção civil

Com R$ 8 milhões em investimentos, projeto deve entrar em funcionamento no início de 2021.

CHANCE
Meta busca trainees para o Canadá

Os selecionados vão ajudar na tarefa de desenvolver a operação canadense da empresa.

NOVO NORMAL
Brasileiros: os mais estressados do mundo com home office

Horas extra de trabalho e preocupação com o coronavírus estão causando desgaste.

PASSO
Zenvia vai abrir capital na Nasdaq

Empresa brasileira de tecnologia quer captar US$ 100 milhões na bolsa americana.

007
Assespro perde batalha contra o Serpro

Estatal federal recebe licença para não licitar do STF. Decisão vem na hora certa para o Serpro.

NUVEM
IBM agora tem cloud multi zona no Brasil

Novos data centers em Santana de Parnaíba e Alphaville se somam ao de Jundiaí.

NOMES
Racha do setor de TI na indicação para o CNPD

Brasscom forma frente com oito entidades. Assespro Nacional vai sozinha.