Constantino Junior deixa presidência da Gol. Foto: divulgação.

Constantino de Oliveira Junior, presidente e controlador da Gol desde a fundação da companhia, em 2001, deixará suas funções executivas na empresa, indo para o Conselho Administrativo, em 29 de junho.

Em seu lugar, ficará Paulo Sérgio Kakinoff, que é funcionário de carreira do Grupo Volkswagen há 19 anos, atuando agora como presidente da Audi Brasil e como integrante do Conselho de Administração da Gol desde janeiro de 2010.

O executivo deixa o conselho para assumir como diretor-presidente da aérea em 02 de julho, conforme fato relevante divulgado pela companhia nesta segunda-feira, 18.

Oliveira sai da presidência da Gol em um período conturbado.

Fundada pela família do executivo, a aérea amarga perdas de R$ 710,4 milhões em 2011, o que levou à tomada de medidas como o corte de 800 colaboradores só em 2012 e redução de rotas – cerca de 80 voos diários já foram cortados este ano, o que segundo Veja.com gerava prejuízo estimado de R$ 5 milhões por mês.

Além disso, na sexta-feira, 15, a companhia anunciou o fim dos voos regulares para o Chile.

No encerramento do primeiro trimestre, entretanto, as medidas ainda não haviam demonstrado ganhos: a empresa divulgou prejuízo de R$ 41,4 milhões.

Conforme o comunicado oficial da Gol sobre a saída de Oliveira Júnior, o executivo será eleito presidente do Conselho de Administração em assembleia geral extraordinária convodada para o dia 06 de julho.

Ainda de acordo com a divulgação oficial, não haverá qualquer outra alteração na composição do Conselho.

“A vinda de Kakinoff representa mais um avanço na governança corporativa da Companhia e somará histórias de realização, além de trazer uma nova dinâmica e ampla experiência em gestão”, afirma Oliveira Junior, no comunicado.

A estrutura organizacional da companhia permanece inalterada, continuando a contar com a vice-presidência Técnica-Operacional, ocupada pelo Comandante Adalberto Bogsan, e a vice-presidência de Finanças e Estratégia, ocupada por Leonardo Pereira.