John Van Siclen, CEO da Dynatrace. Foto: Divulgação.

A Dynatrace, especializada de sistemas de gerenciamento de performance digital, anunciou na quinta-feira, 18, fusão com a Keynote, fornecedora de software como serviço (SaaS). 

Os termos financeiros do negócio, assim como a nova composição societária, não foram revelados.

A nova companhia atuará com gestão de análise e performance digital para monitoramento de comportamento dos negócios digitais de empresas.

De acordo com a Dynatrace, a união reforça sua posição como fornecedora de soluções de gerenciamento de performance digital, com a oferta de um abrangente portfólio de soluções para as empresas que têm negócios no ambiente digital.

"Os clientes da Keynote e da DynaTrace estão dirigindo a transformação digital de suas indústrias. Essas empresas reconheceram cedo a importância de seus clientes e dos usuários de internet terem uma boa experiência digital. Agora, sob o mesmo guarda-chuva, vamos proporcionar mais desempenho e performance aos negócios dos clientes", afirma o CEO da Dynatrace, John Van Siclen.

Howard Wilson, ex-diretor comercial da Keynote e vice-presidente executivo da Dynatrace, será responsável pela unidade de negócios para os serviços baseados em nuvem.

Com a fusão, todos os clientes da Keynote terão acesso imediato às inovações na nuvem oferecidas, como o "Real User Experience Management as-a-Service", análise avançada de terceiros e tecnologia PurePath. Já os clientes da Dynatrace terão acesso aos serviços de consultoria da Keynote.

A nova empresa conta com 1,7 mil funcionários e receita anual de US$ 450 milhões, proveniente de uma carteira de mais de 7,5 mil clientes globais e mais de 100 mil membros em sua comunidade APM.