Baguete
InícioNotícias> Cabify firma parceria com Easy

Tamanho da fonte:-A+A

AMÉRICA LATINA

Cabify firma parceria com Easy

Júlia Merker
// segunda, 19/06/2017 15:43

O app de transporte privado espanhol Cabify acaba de assinar uma aliança estratégica com a Easy (antiga Easy Taxi) para combinar sua base de investidores e expandir serviços na América Latina. 

O Cabify acaba de assinar uma aliança estratégica com a Easy. Foto: Divulgação.

De acordo com a Bloomberg, as empresas estão trabalhando na parceria desde o final do ano passado.

"Cabify e Easy compartilham uma visão de transformar as cidades da América Latina, melhorando a mobilidade de seus cidadãos. A aliança tem o objetivo de tornar esta visão em realidade mais rápido", afirma Juan de Antonio, fundador e diretor executivo da Cabify.

A Bloomberg também informa que o Cabify está buscando pelo menos US$ 300 milhões em novos financiamentos para expandir sua presença em seus mercados atuais.

A empresa com sede em Madri está trabalhando com o Bank of America Corp, de acordo com fontes da publicação. Avaliada em cerca de US$ 1 bilhão, a companhia pode fechar a captação de recursos nos próximos meses. 

O novo capital aumentaria os US$ 100 milhões levantados pelo Cabify em abril.

Os potenciais investidores incluem os existentes, como a japonesa Rakuten, além de fabricantes de automóveis e empresas de tecnologia na indústria automotiva, relata a Bloomberg.

Hoje o Brasil é o maior mercado do Cabify, que atua também em países como Espanha, Portugal e outros nomes da América Latina. Em abril, a empresa anunciou planos de vai investir US$ 200 milhões no Brasil para aumentar sua presença no país. 

Fundada em 2011 com foco em táxis, a Easy perdeu espaço com a chegada do modelo do Uber e do Cabify, apesar de ter lançado a versão EasyGo, também para conectar passageiros e motoristas com carros particulares.

A empresa lançou seu serviço deste tipo na mesma época da chegada do 99Pop, da rival 99 Táxis, mas não divulgou notícias sobre novos investimentos. Já a 99 recebeu um investimento de US$ 100 milhões em maio deste ano, feito pelo japonês Softbank, com foco no serviço novo.

No início deste ano, a 99 também recebeu US$ 100 milhões da chinesa Didi Chuxing e da norte-americana Riverwood.

Júlia Merker