Alexandre Grenteski.

A Unimed Grande Florianópolis acaba de criar uma gerência de Open Innovation, com a contratação de Alexandre Grenteski, ex-head de inovação aberta na área de tecnologia da Renault Brasil. 

Grenteski começou na Renault em 2012, como um analista na área de infraestrutura, evoluindo ao longo dos anos dentro das iniciativas de inovação aberta da montadora, até assumir a área em 2017.

O profissional é também um mentor de startups dentro da Hotmilk, aceleradora da PUC-PR e participa do Open Innovation BR, um grupo de profissionais focados no tema de inovação aberta em empresas.

"O contexto de inovação aberta vem de que podemos buscar soluções para os desafios internos, além das nossas fronteiras. Soluções prontas no mercado, especialistas em resolver aquela dor e que aceleram muito o retorno das iniciativas", afirma Grenteski.

A contratação de Grenteski é uma iniciativa de Richard Oliveira, um executo com passagem na consultoria Ernest Young e GP Investimentos contratado em 2015 no que foi uma espécie de intervenção para dar uma virada de rumos na Unimed Grande Florianópolis.

Oliveira, que é o único CEO contratado para liderar uma Unimed no país, conduziu mudanças visando reduzir os custos e colocar a empresa de novo no azul. 

A empresa também está fazendo uma mudança de sistema de gestão, devendo começar a rodar em 2021 um ERP da MV Sistemas, líder de mercado na área no país.

A aposta no open innovation faz parte da mudança em curso.

“Trabalhar com o conceito de open innovation permite, entre outros benefícios, a chance de sermos mais competitivos e atraentes pelo mercado”, explica o CEO Richard Oliveira.