Claro promete business as usual. Veremos. Foto: Divulgação.

Apesar da pressão da Anatel, o presidente da Claro, Carlos Zenteno, disse que a operadora não prevê aumentar os investimentos de R$ 3,5 bilhões previstos para 2012.

Nessa quarta-feira, 18, a agência suspendeu as vendas da Claro, TIM e Oi em vários estados brasileiros exigindo melhora na qualidade do serviço.

“O que devemos fazer é antecipar algumas etapas de investimento que já estavam previstas”, disse o executivo ao Valor, ao sair de uma reunião com técnico da agência e o superintendente de serviços privados, Bruno Ramos.   

Zenteno afirmou ter entregue durante o encontro um plano de melhoria à Anatel, que será analisado ao longo dos próximos dias.

De acordo com o executivo, o plano apresentado consiste em dar mais detalhes de prazos e regiões onde os recursos já estimados para o ano serão aplicados.

A expectativa é que um novo encontro seja realizado na segunda-feira para esclarecer e detalhar as informações entregues.

Segundo Zenteno, a Anatel não sinalizou com o fim da suspensão em função de a empresa ter entregue seu plano de investimentos. No entanto, o executivo parece otimista.

“Não é intenção agência manter a suspensão das vendas. Por isso, acreditamos que voltaremos a vender novos planos antes do prazo de 30 dias”, disse Zenteno.