TCS e PUC Londrina vão oferecer capacitação para PCDs. Foto: Divulgação.

A Tata Consultancy Services (TCS), multinacional indiana de serviços de TI e de terceirização de processos de negócios, firmou uma parceria com a PUC Londrina para oferecer um curso de capacitação para pessoas com deficiência (PCDs).

O projeto contará com o trabalho voluntário dos alunos de graduação da PUC Londrina, que serão responsáveis por ministrar as aulas, juntamente com a equipe da TCS. 

Com duração de cerca de três meses, o curso terá aulas às segundas, quartas e sextas-feiras, das 13h30 às 17h30, a partir de setembro, no campus da universidade. 

O currículo de aulas contará com treinamento em rotinas administrativas e organizacionais e curso de informática, que pretende qualificar PCDs para o mercado de trabalho em geral, independentemente da área em que pretendam seguir carreira futuramente. 

Em Londrina, a TCS já ofereceu, no último ano, os seus programas goIT, que já capacitou mais de 6 mil jovens em tecnologia no Brasil, e Enable, que têm como objetivo desmistificar as áreas de STEM (Ciências, Tecnologia da Informação, Engenharia e Matemática, na sigla em inglês). Agora, o foco são as pessoas com deficiência. 

“Existem no Brasil mais de 8,9 milhões de pessoas com deficiência entre 18 e 64 anos, de acordo com o IBGE, e, apesar disso, apenas 0,9% das carteiras assinadas no Brasil são desses cidadãos. A TCS enxergou essa necessidade e decidiu focar investimentos na capacitação de pessoas com deficiência no Brasil por meio de parcerias com universidades, como a que já temos em São Paulo com o Centro Paula Souza e, agora, com a PUC Londrina no Paraná”, conta Bruno Rocha, Head de Finanças da TCS para a América Latina. 

As inscrições são por email e os interessados devem enviar informações básicas de contato para luciene.silva@tcs.com. 

No início de 2018, a TCS anunciou um grande investimento em Londrina, no Paraná, com a perspectiva de empregar até 4 mil pessoas na cidade.

Com 500 mil habitantes, Londrina é a segunda maior cidade do Paraná e está entre as 10 maiores economicamente da região Sul. Nos últimos anos, o município vem se credenciando como um polo de TI, com cerca de 200 empresas da área segundo dados da Softex.