Novo cabo óptico sem a necessidade de gel de petróleo. Foto: divulgação.

A Furukawa desenvolveu um novo tipo de cabo óptico "Totalmente Seco" (TS), que começa a ser fabricado em larga escala industrial na sua unidade matriz, em Curitiba, Paraná.

O novo cabo óptico é considerado "Totalmente Seco" porque em todo o seu processo de construção elimina-se por completo a presença de compostos de gel de petróleo em seu núcleo e dentro das unidades ópticas (loose tube).

Segundo a empresa, a inovação traz vantagens como maior leveza, rapidez no manuseio e menor preço de venda ao produto, em comparação aos cabos com gel de petróleo, ainda vendidos no mercado.

"Esta otimização dimensional significa uma consequente redução de custos com transporte e manuseio das bobinas de cabos”, diz Renato Flávio Cruz, gerente técnico da área de Cabos da Furukawa.

A produção nacional do produto atende principalmente os mercados para aplicações em redes ópticas metropolitanas e de longa distância, fazendo parte dos investimentos de US$ 20 milhões para aumentar em 80% a capacidade produtiva do fabricante, anunciados no primeiro semestre.