SELECTMINDS

Oracle volta à carga na nuvem

19/09/2012 18:48

Aquisição de fornecedora de aplicativos em cloud para contratações intensifica estrategia da gigante, que enfrenta SAP nas compras de RH em nuvem.

Oracle segue incorporando nuvem. Foto: flickr.com/rezavaziri

Tamanho da fonte: -A+A

A Oracle volta a investir na estratégia de crescimento inorgânico na nuvem: a companhia acaba de comprar a SelectMinds, fornecedora de aplicativos de contratação de pessoal e de gestão empresarial de corpo de alunos em formato cloud.

O valor da transação não foi divulgado.

“A combinação entre a Oracle e os recursos complementares de contratação social da SelectMinds deverá criar uma oferta completa de recrutamento, obtenção de candidatos e gestão de talentos”, afirma Thomas Kurian, VP executivo de Desenvolvimento da Oracle.

Segundo ele, os produtos da adquirida já estão totalmente integrados às soluções Oracle Cloud Recruiting, Performance Management and Human Capital Management.

Como “contratação social” o executivo define a famosa indicação de profissionais – agora, por meio das redes sociais e outros meios digitais.

“Aumentar a eficiência dos esforços de recrutamento, aproveitando os contatos sociais e aplicativos móveis, é uma medida que ajuda as empresas a encontrar candidatos de melhor qualidade”, ressalta Kurian.

NUVEM DE PESSOAS
Há tempos que a Oracle vem investindo na área de RH em nuvem.

Em fevereiro deste ano, a companhia adquiriu a Taleo, fabricante de software para gestão de pessoal com base em cloud computing, por US$ 1,9 bilhão (US$ 46 por ação).

Uma estratégia que se opõe diretamente à rival SAP, que recentemente adquiriu a da SuccessFactors, especializada em gestão de talentos em nuvem, por US$ 3,4 bilhões.

Antes disso, a Oracle havia comprado a fornecedora de aplicativos em nuvem RightNow.

De acordo com avaliação divulgada pela consultoria Bloom & Wallace, a tendência é que Oracle e SAP, entre outras grandes da área de cloud (como Salesforce.com) anunciem novas compras na área de HCM nos próximos meses.

“As compras da SuccessFactors e da Taleo refletem uma crescente preocupação por parte da SAP e da Oracle em relação ao aumento da jornada de trabalho”, afirma a análise da consultoria.

DUELO DE GIGANTES
Preocupação exposta em uma espécie de “batalha de titãs” do mundo do software de gestão: se a Taleo tem a carteira recheada que tem, com mais de cinco mil clientes e soluções que lidam com 15% das contratações de funcionários nos EUA, a SuccessFactors não fica atrás.

Com cerca de 3,5 mil empresas clientes, que somam em torno de 15 milhões de assinaturas de seu serviço, conforme dados do Financial Times, a comprada pela SAP é a segunda maior de serviços de software baseados na nuvem.

A primeira é a Salesforce.com.

CARTEL DA NUVEM?
Um relatório divulgado no primeiro semestre deste ano pela Forrester Research traçou um panorama obscuro para o segmento de cloud computing para os próximos oito anos.

Conforme a projeção, disputas como as travadas por Oracle e SAP tendem a levar o setor tendem a deixar o setor nas mãos de “cartéis da computação” até 2020.

“A cloud computing será controlada por pouquíssimas companhias, que lutarão pelo direito de hospedar os dados das empresas”, afirma o estudo.

Com isso, a pesquisa acredita que muitas empresas tradicionais da computação corporativa serão desalojadas, dando poder a outras, formando o que a consultoria define como cartéis, os quais “controlarão milhões de servidores em data centers ao redor do mundo”.

O relatório não fala na SAP, mas na Oracle, sim.  

Outras empresas citadas como possíveis integrantes dos cartéis são Amazon, Cisco, Google, IBM eMicrosoft.

Veja também

Oracle Fusion HCM gere talentos na nuvem

Depois de anunciar um novo CRM em cloud computing, a Oracle volta à carga com o Oracle Fusion HCM, solução de gestão de capital humano em modelo de nuvem pública.

O software é componente do pacote Oracle Public Cloud, do qual também faz parte do CRM anunciado previamente, e agrega recursos para gerenciamento de departamentos pessoais, além de funções para a área de pagamentos.

GUERRA NAS NUVENS
SAP leva Ariba por US$ 4,3 bilhões

Valor pago pela SAP representa um prêmio de 20% sobre o valor das ações da Ariba na bolsa e avalia a empresa em 6,9 vezes a receita esperada para 2013.

Oracle rebate SAP e compra Taleo

A Oracle acaba de adquirir a Taleo, fabricante de software para gestão de pessoal com base em cloud computing, por US$ 1,9 bilhão (US$ 46 por ação).

A compra está sendo avaliada pelo mercado como uma reação ao movimento recém feito pela SAP, que adquiriu a SuccessFactors, também especializada em soluções para gestão de talentos em nuvem, por US$ 3,4 bilhões.

ESTRATÉGIA
SAP: visibilidade via coinovação

Multinacional quer dar a conhecer novas soluções de RDS, RH em nuvem (da adquirida Success Factors) e banking.