Google pensa em cortar os cookies. Foto: flickr.com/photos/yummies4tummies.

O Google está estudando alternativas para o uso dos cookies, os populares porém controversos rastros de código que guardam dados de navegação dos usuários e são usados como informação para empresas de publicidade.

Segundo divulgou uma fonte de mercado ao Financial Times, a gigante das buscas está considerando um novo tipo de identificador pessoal que pode substituir os cookies, dando mais controle para o usuário do que para aqueles que coletam as informações.

De acordo com o site, a postura do Google chega em antecipação às movimentações do governo norte-americano em estabelecer uma nova regulação, que aponta para o fim do uso dos cookies.

"As empresas de publicidade se posicionaram fortemente contra a mudança, que afetaria bastante o número de informações coletadas, enquanto defensores de privacidade mostraram sua aprovação à medida", destaca o analista Richard Waters.

O peso maior, que definirá para onde esta contenda vai pender, está nas mãos dos desenvolvedores de browsers. E parece que um lado já tem vantagem. Apple e Mozilla já mostraram seu apoio ao fim dos cookies. No Safari, browser da Apple, os cookies já são bloqueados.

No entanto, no caso do Google, muitos outros fatores entram em questão, o que aumenta o dilema sobre suprimir ou não os cookies. Por isso a empresa investe em uma terceira via.

Uma delas, que já foi discutida entre representantes da companhia de Mountain View, é a de um identificador pessoal, em que usuários podem ajustar através de um perfil único as informações que deseja compartilhar com publicitários.

"Nenhuma proposta concreta foi apresentada, embora a empresa acredite que a ideia é promissora", finalizou a fonte.