O Parque Tecnológico São José dos Campos trabalha em parceria com a Ericsson há 4 anos. Foto: Divulgação.

A cidade de São José dos Campos será a primeira a introduzir sensores de detecção de tiro e climáticos da Ericsson, que medem a temperatura, a umidade e os níveis de CO².

O projeto faz parte da expansão do escopo da parceria de quatro anos entre a Ericsson e o Parque Tecnológico São José dos Campos, por meio da Prefeitura de São José dos Campos, para incluir a integração e o gerenciamento de um sistema de resposta de emergência.

São José dos Campos também vai contar com a introdução de uma rede de wi-fi pública e de um sistema de iluminação pública inteligente.

Além do provisionamento de um sistema de resposta de emergência composto por 500 câmeras conectadas, sistemas de software e 205 quilômetros de cabos de fibra óptica, a parceria inclui o primeiro contrato da Ericsson para gerenciamento de serviços no setor de segurança pública na América Latina. 

“A Prefeitura de São José dos Campos investe, por meio do Parque Tecnológico, no desenvolvimento de uma solução de segurança de alta tecnologia desde 2012. De lá para cá, percebe-se que o projeto vem contribuindo de forma importante na proteção de pessoas e prédios públicos em tempo real. Com as novas soluções, esperamos ter números ainda mais efetivos”, afirma Marco Antônio Raupp, diretor geral do Parque Tecnológico.

São José dos Campos adotará a solução Smart Lightning da Ericsson, que utiliza uma plataforma de internet das coisas para integrar lâmpadas públicas com equipamentos de conectividade e sistemas de gerenciamento inteligentes. 

O wi-fi público também estará disponível em uma área a ser definida pela prefeitura de São José dos Campos, com todas as novas soluções com implementação prevista para o fim do ano. 

“São José dos Campos é a primeira cidade no Brasil a ter os sistemas de comunicação de tráfego e da guarda municipal conectados pelo sistema de resposta de emergência da Ericsson. Levar essas duas novas aplicações para a cidade, os sensores de detecção de tiro e climáticas, é a próxima etapa na evolução dessa parceria”, afirma Alberto Rodrigues, chefe da Rede de Indústrias Conectadas da Ericsson da América Latina e Caribe.

Dados oficiais da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo mostram que, depois do investimento do município em equipamentos de comunicação para segurança, a taxa de homicídios caiu de 10,21 para 8,29 para cada 100 mil habitantes.

A Ericsson conta com o apoio do Parque Tecnológico de São José dos Campos desde 2012, quando foi lançado o Centro de Desenvolvimento de Tecnologias de Informação e Comunicação e Multimídia (CDTIC), com a Ericsson como empresa-âncora. 

O CDTIC tem como foco o desenvolvimento de soluções de comunicação, principalmente em áreas como transporte, segurança e eficiência energética, envolvendo a computação em nuvem, banda larga, mobilidade e IoT em suas plataformas de inovação.

*Maurício Renner cobre a Futurecom em São Paulo a convite da organização do evento.