Unidade da Level 3 em Cotia. Foto: divulgação.

A Level 3, fornecedora de serviços de comunicação local e global para clientes empresariais, governo e operadoras, abriu no final de outubro uma nova filial em Joinville, de olho na demanda crescente no estado de Santa Catarina.

A empresa, que conta com operações no sul em Porto Alegre, Londrina e Curitiba, agora espera explorar mais de perto o mercado catarinense, no qual já possui quinze clientes.

"Até então fazíamos este atendimento através de nosso escritório em Curitiba, mas agora vamos intesificar nossa participação no estado, que tem um grande potencial", diz Danilo Cereza, diretor comercial da Level 3 para a região Sul.

Segundo o executivo, o plano é conquistar cerca de dois novos clientes por mês, mirando empresas nos segmentos de indústria, software e provedores regionais de conexão Internet, no qual a demanda na região é grande.

De acordo com informações do IBGE, Joinville é a cidade mais populosa do estado, com 486 mil habitantes e possui o 25º maior PIB do país.

No entanto, clientes de todo o estado, assim de cidades como de Itajaí, Blumenau e Florianópolis também estão em vista.

“Estamos abrindo nosso escritório em Joinville para atender a grande concentração de empresas na região. Em 2014, o nosso objetivo é desenvolver este mercado promissor com nossos serviços de comunicação e Data Center”, afirma Cereza.

Por enquanto, a operação da empresa no município catarinense conta apenas com uma pessoa, responsável pelo atendimento dos clientes locais. A parte de suporte e infraestrutura ainda é feita em Curitiba.

De acordo com o executivo, o potencial de Santa Catarina é grande. O plano é que o estado rapidamente se estabeleça com uma fatia de 30% da operação da multinacional na região Sul.

Por enquanto, a maior participação da empresa no Sul é no Paraná, com cerca de 150 clientes. O Rio Grande do Sul tem cerca de oitenta.

Com atuação em 55 países ao redor do mundo, a Level 3 presta serviços de fibra e infraestrutura, comunicações de voz e dados baseadas em IP, serviços de Ethernet de área ampla, distribuição de vídeo e conteúdo, soluções de data center e em nuvem.

Em 2012, a companhia fechou com um faturamento nacional de R$ 265 milhões, crescimento de 15% em 2012, em comparação com o ano anterior. A Level 3 conta com três data centers no país (Curitiba, Cotia e Rio de Janeiro).