Open Data agora é oficial na capital gaúcha. Foto: divulgação.

Porto Alegre assinou nesta quinta-feira, 20, decreto que regulamenta a abertura de dados municipais como um política pública oficial da administração da cidade.

Assinada pelo prefeito José Fortunati, a medida regulamenta a prática, já em funcionamento através da iniciativa POA Digital e do portal Data Poa, lançado em outubro do ano passado.

No entanto, com a regulamentação, a cidade procura seguir a tendência mundial de administrações colaborativas como nas cidades de San Francisco, Nova York, Londres e Buenos Aires.

"A abertura de dados modifica a relação entre as pessoas e o governo, estimulando o engajamento do cidadão e o desenvolvimento de soluções de forte impacto social", diz o Fortunati.

O DataPOA já reúne dados detalhados de setores como mobilidade urbana, educação, saúde, limpeza, entre outros, abertos para desenvolvedores, hackers e programadores podem criar soluções inteligentes para os cidadãos através de aplicativos para celulares, softwares e plataformas de serviço.

A iniciativa já resoltou na criação de apps como o Doctor POA, para iOS. Idealizado pelo médico Luciano Eifler e desenvolvido por Pedro Chiesa e Gabriel David De Nes, o aplicativo permite ao usuário localizar as unidades de atendimento e hospitais mais próximos usando recursos de GPS.

Pensado para atender cidadãos porto-alegrenses e turistas, o aplicativo estará disponível em português, inglês e espanhol.

Para o coordenador do PoA Digital, Thiago Ribeiro, a assinatura do Decreto é o primeiro passo para a regulamentação e a sustentação das iniciativas de Open Data.

"Mesmo que este seja ainda o estágio inicial, já estamos nos tornando referência para outras cidades quando se fala em abertura de dados públicos", afirmou Ribeiro.