Júlio Sousa e Rudi Pelissari, fundador da Pelissari.

A Pelissari, parceira SAP sediada em Curitiba, faturou R$ 70 milhões em 2014, uma alta de 25% frente aos resultados do ano anterior.

Ao longo do ano passado, a empresa fez o go live de alguns projetos de implementação de ERP de porte, incluindo a fabricante de tubos e conexões Tigre, a fabricante de azeites La Violetera e a construtora Tha.

A empresa também inaugurou uma filial no Nordeste, em Recife, comandada pelo sócio Denilson Landfgraf. A empresa tem ainda sedes em Caxias do Sul e Joinville.

O principal cliente no Nordeste é o grupo Cornélio Brennand, atuante nas áreas de geração de energia através de fontes renováveis (Atiaia Energia), Real Estate (Iron House) e a Vivix Vidros Planos.

Para 2015, a previsão é manter o ritmo do ano passado, atingindo R$ 87 milhões. A empresa tem hoje 450 funcionários, o que faz dela um nos maiores players do mercado SAP do Brasil.

A Pelissari também vai diversificar sua atuação, entrando com mais força em software de gerenciamento de relacionamento com cliente (CRM, na sigla em inglês) e nos novos produtos que a SAP está colocando no seu portfólio como o software de e-commerce Hybris, de gerenciamento de contratos Ariba e no S/4 Hana, a nova versão do software de ERP da multinacional.

“Também queremos entrar com mais força no segmento de varejo”, afirma o diretor comercial da Pelissari, Júlio Sousa.

No ano passado, a Pelissari fechou seus dois primeiros projetos no segmento, nas catarinenses Marisol e Lança Perfume. A empresa atua ainda nos segmentos de manufatura, engenharia e construção, alimentos e transporte e logística.

Maurício Renner cobriu o SAP Fórum em São Paulo a convite da SAP.