Atualmente, o controle da temperatura é feito manualmente. Foto: Bruno Nepomuceno/Prefeitura de Teresópolis.

A Prefeitura de Teresópolis, cidade da Serra Fluminense com cerca de 184 mil habitantes, está testando a solução da PackID, catarinense especializada no monitoramento de temperatura e umidade em tempo real, para monitorar medicamentos e vacinas.  

A ferramenta, que conta com sensores, conectividade e plataforma de gestão, é fornecida pela Embratel por meio da Secretaria de Ciência e Tecnologia do município, com instalação doada. 

De acordo com o Plano Nacional de Imunização, é de responsabilidade das prefeituras o armazenamento e aplicação das vacinas e, assim como em outras cidades, atualmente o controle da temperatura é feito manualmente.

A partir da instalação do novo sistema, o objetivo é que esse trabalho seja feito de forma remota.

Na prática, o sistema utiliza sensores de internet das coisas para verificar se houve variação no termômetro. Esses equipamentos ficam conectados à internet, gerando registros das temperaturas e alertas em tempo real na plataforma de gestão. 

Em casos de alterações indevidas na temperatura, é possível tomar medidas imediatamente para evitar a perda de vacinas e medicamentos. 

“Estamos muito felizes em fazer parte deste importante projeto da Prefeitura de Teresópolis, que irá digitalizar o processo de monitoramento de medicamentos e vacinas, levando mais segurança para os processos de armazenamento”, afirma Maria Teresa Lima, diretora executiva da Embratel para governo.

Fundada em 1965, a Embratel fornece soluções como cloud computing, data center, segurança, IoT, professional services, conectividade e colaboração, omnichannel, automação robótica de processos, transmissão de dados, vídeo, internet, telefonia celular e fixa corporativa e longa distância nacional e internacional.

Junto com a antiga Net, a Embratel faz parte da Claro, cujo faturamento atingiu R$ 35,8 bilhões em 2019.

Criada em 2016, a Pack ID tem sede em Chapecó, principal polo da região oeste de Santa Catarina. Os fundadores são Caroline Dallacorte, diretora administrativa, e Thales Akimoto, diretor comercial, que também contam com Duan Bressan, diretor técnico, na sociedade.

No ano passado, a startup recebeu um investimento de valor não revelado do Women Entrepreneurship (WE), programa de incentivo da Microsoft ao empreendedorismo feminino.