Rafael Davini. Foto: divulgação.

O Terra firmou uma parceria com a Microsoft para comercialização do Office 365, solução de aplicativos na nuvem, para empreendedores e PMEs através de seu portal.

O produto será disponibilizado através de duas ofertas, contendo diferentes versões: o o Terra Office Online e o Terra Office Computador, disponível para tablets, notebooks com Windows, PCs e Macs.

Por R$ 19,90/ mês, o primeiro inclui os aplicativos do Office Web Apps, como Word, Excel, PowerPoint e OneNote, disponíveis via browser e também comunicação unificada com o Lync, colaboração com o SharePoint, servidor de e-mail de 25 GB e sincronismo de calendário, contatos e tarefas com o Exchange.

Já o segundo, por R$32,90/ mês, o usuário tem à disposição todas as soluções anteriormente mencionadas, mas com a possibilidade de instalação do pacote Office (Word, Excel, PowerPoint, Outlook, OneNote, Access, Publisher) em até cinco dispositivos, o que permite trabalhar localmente mesmo sem estar conectado à internet.

Além dos aplicativos, o Terra Office oferecerá suporte com atendimento 24 horas por dia, Webconferência, SharePoint e Lync Online.

Os novos recursos e serviços na nuvem estarão disponíveis aos assinantes de forma automática, sem necessidade de instalações posteriores.

Para Rafael Davini, diretor-geral do Terra no Brasil, a parceria com a Microsoft vem ao encontro da estratégia do portal, que está investindo além de sua natureza como portal de notícias, ampliando seu portfólio de produtos e serviços.

"Neste primeiro momento, vamos focar nossos esforços para entregar o Terra Office às pequenas e médias empresas do mercado”, comenta.

Embora ainda conte com uma base fiel de usuários, ocupando a quarta colocação no ranking de portais nacionais, o Terra - fundado em 1999 e um dos grandes sites durante o boom da internet - vem experimentando um declínio em acessos.

Recentemente, o site perdeu a terceira colocação para o R7, da Record. O portal de conteúdo da Record registrou 27,4 milhões de acessos em fevereiro deste ano, contra 26,9 milhões do Terra.

A Microsoft também tem seus interesses ao atingir diretamente o público do portal nacional. A empresa está investindo pesado para aumentar sua fatia no mercado, competindo diretamente com o Google Tools.

Segundo dados da própria companhia, as vendas do 365 cresceram cinco vezes no último trimestre em relação ao período anterior, com uma renda estimada em US$ 1 bilhão/ano.