Éderson de Almeida Pedro, diretor da Gáutica. Foto: Divulgação.

A Gáutica Tecnologia em Informação, de Caxias do Sul, venceu o Prêmio Nacional de Inovação (PNI) na categoria Agente Local de Inovação – serviços. 

O Rio Grande do Sul foi o estado com o maior número de projetos vencedores nesta edição do PNI. Das onze empresas ganhadoras, quatro são gaúchas: Gáutica, Lics Super Água, Toth Tecnologia e Bondmann Química.

Mais de duas mil empresas concorreram ao PNI.

O prêmio tem o objetivo de reconhecer as empresas brasileiras que contribuíram para o aumento da competitividade do país por meio da utilização de sistemas e técnicas voltados para o aprimoramento da gestão da inovação, bem como por meio da implementação de projetos inovadores. 

Durante o processo de avaliação foram emitidos relatórios de avaliação realizados por consultores especializados para todas as empresas inscritas. Os relatórios têm o objetivo de identificar os pontos fortes e oportunidades de melhorias de gestão dos projetos ou do sistema de gestão da inovação da empresa.

O público alvo do PNI são micro e pequenas empresas dos segmentos de indústria, comércio e serviços, além de médias e grandes empresas da indústria. 

A Gáutica iniciou sua jornada em 2009 e tem como principal negócio desenvolver soluções para alinhar design e tecnologia ao planejamento estratégico de empresas e órgãos públicos.

A Toth Tecnologia foi fundada em 2008 e tem como foco desenvolver pesquisa de base aliada à criação de produtos inovadores mediante a integração dos conhecimentos acadêmicos e de mercado.

O Prêmio Nacional de Inovação é uma iniciativa da Mobilização Empresarial da Inovação (MEI) e é promovido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), com o apoio da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), do Movimento Brasil Competitivo (MBC) e do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).