MasterCard troca o ERP de seu portal para PMEs. Foto: divulgação.

Em pouco mais de um ano após lançar o MasterCard Empreendedor, plataforma de venda de soluções para micro, pequenas e médias empresas, a MasterCard mudou o fornecedor de soluções de ERP, tirando a catarinense ContaAzul e colocando a gaúcha Sige Cloud no lugar.

A mudança pode ser notada no próprio portal, que fez a troca sem maiores avisos e agora oferece o Sige, plataforma comprada pela Cigam no ano passado, como o ERP padrão.

A operadora de cartões não deu informações sobre a mudança, apesar das duas soluções terem características semelhantes: ambas são soluções baseadas em nuvem, com propostas simplificadas de aplicação e uso, assim como preços mais acessíveis, destinados especialmente a negócios de menor porte.

Um possível motivo da troca na oferta é o preço. Enquanto o ContaAzul tem preços que vão de R$ 29,90 (autônomo) a R$ 199,90 (médias), o Sige Cloud vai de R$ 24,90 de sua solução mais básica até R$ 119,90 para sua versão profissional.

Procurada pela reportagem do Baguete, a ContaAzul destacou que descontinuou sua parceria com a MasterCard por "questões estratégicas", embora não tenha dados maiores detalhes sobre a saída.

A MasterCard, por sua vez, afirmou que relançou a oferta de ERP com o novo parceiro esta semana, apostando em um portfólio mais completo de soluções como geração de documentos fiscais, controle de transporte e outros, que não eram oferecidos pelo parceiro anterior.

"Todos os usuários cadastrados no MasterCard Empreendedor têm 15 dias grátis para experimentarem a nova ferramenta. Se algum usuário quiser continuar utilizando o serviço anterior, ele pode entrar em contato direto com a Conta Azul para contratar um plano e reestabelecer o acesso", afirmou a operadora em comunicado.

Mesmo assim, é um tanto surpreendente ver a multinacional MasterCard deixar a ContaAzul, empresa que conta com cerca de 400 mil usuários e maior presença de mercado que a Sige.

Fundada em 2011 em Joinville, renomado polo de tecnologia catarinense, a ContaAzul recebeu cinco aportes de fundo de investimentos nos últimos anos, investindo em aumento de escala e marketing. Em 2015, por exemplo, a companhia recebeu R$ 20 milhões do fundo internacional Tiger Global para desenvolver novas aplicações.

Por sua vez, a Sige Cloud é de Bom Princípio, município com 12 mil habitantes no interior do Rio Grande do Sul, que começou sua oferta de forma independente no Google Marketplace. No ano passado, a empresa foi adquirida pela Cigam, de Novo Hamburgo, em uma investida da desenvolvedora gaúcha para ganhar share com as PMEs, uma estratégia que parece estar funcionando.

No site da Sige Cloud, consta que cerca de 100 mil companhias - um quarto da base da ContaAzul - já utilizam a solução de gestão.

Lançado em março do ano passado, o MasterCard Empreendedor oferece pacotes de serviços para gestão de empresas e de pessoas, ofertas para viagens de negócios, Wi-Fi e notícias sobre o universo PME.