Facebook apresenta o Wedge. Foto: divulgação

O Facebook anunciou esta semana um novo produto, o Wedge, sua investida para entrar no mercado de switches Ethernet e se apresentar como mais uma concorrente no caminho da gigante Cisco.

Segundo destaca o Business Insider, o Wedge é parte do Open Compute Project (OCP), iniciativa criada pela rede social em 2012 para investir em hardware. Pelo projeto, a empresa cria e "abre" designs de componentes para cocriação e fabricação, um ideia que se reverte em economia para a empresa de Mark Zuckerberg.

Em 2013, segundo dados divulgados pelo Facebook, a empresa economizou cerca de US$ 1 bilhão com os projetos de hardware feitos pelo OCP. Com o Wedge, agora a empresa mira os US$ 23 bilhões movimentados pelo mercado Ethernet.

Além da iniciativa de hardware, o Faebook também está pensando em dispositivos prontos para redes definidas via software (SDN), a nova vedete no mercado de redes e uma possível pedra no sapato da Cisco.

As novidades já estão em testes nos data centers do Facebook, um ambiente de alta exigência tecnológica. Segundo analistas, o sucesso do Wedge pode ser altamente preocupante para a Cisco.

Recentemente, a gigante de redes anunciou produtos no segmento de SDN para não ficar de fora na briga por este novo mercado. Inclusive, esta semana a empresa desembolsou US$ 175 milhões pela Tail-f Systems, fabricante sueca de sistemas de gestão de redes (NFV).

No entanto, a abordagem diferenciada do OCP representa um perigo bem mais amplo para a Cisco, do que uma simples guerra de ofertas e produtos.

Diferentemente do modelo proprietário da Cisco, empresas podem ser atraídas por uma abordagem agnóstica para suas redes, em que os CIOs podem escolher seus processadores preferidos e ter maior controle dos seus componentes, pelo fato de serem "open source".

Além disso, ao contar com designs abertos, empresas podem usar os projetos do OCP para encomendar componentes com fabricantes terceirizados, modelando os produtos de acordo com suas necessidades.

Segundo fontes de mercado, o OCP tem o apoio de grandes como Microsoft, Intel, Goldman Sachs, Rackspace e outros, além do próprio Facebook.