Baguete
InícioNotícias> Fhinck tem contrato com Accenture

Tamanho da fonte:-A+A

STARTUP

Fhinck tem contrato com Accenture

Júlia Merker
// segunda, 20/06/2016 09:17

A startup Fhinck acaba de anunciar uma parceria global com a Accenture. O acordo, inicialmente de um ano, prevê a implementação do sistema P2O (Push to Optimization), focado em otimizar as operações.

Paulo Costa, Fabio Alvares, Claudio Ferreira, Lucas Teixeira, Michel Zarzour Filho e Paulo Castello.

Por meio de algoritmos focados em análise de eficiência operacional e de inteligência artificial, o sistema analisa milhares de rotinas da operação e apresenta os principais pontos de atenção operacional como a melhoria de processos, oportunidades de automatização, balanceamento das equipes, necessidades de treinamento, falta de integração sistêmica, entre outras ações.

A startup é uma das alocadas no CUBO, espaço para empreendedores idealizado pelo Banco Itaú e a venture capital Redpoint eVentures. No centro, a Accenture tem um espaço chamado de Garagem Digital, em que presta mentoria para as startups que frequentam o ambiente.

"A participação da maior empresa de serviços e uma das quatro maiores consultorias do mundo demonstra quão rápida e atenta está a área de open innovation da Accenture. Esse contrato tem grande potencial em vários sentidos e nos chancela para outras parcerias com grandes empresas do mercado", comenta Paulo Castello, CEO da Fhinck.

Fundada em 2014, a Fhinck busca medir a produtividade das operações de uma forma automática utilizando a inteligência artificial. Os sócios da startup são Paulo Castello, CEO; Angelino Cruz, CTO; Claudio Ferreira, COO; e Anonione Frozoni, Sales and Operations.

Antes de fundar a startup, Castello foi gerente geral de planejamento & desenvolvimento de novos negócios da Localfrio. Entre 2011 e 2012, foi gerente global de eficiência  operacional do Marfrig Group. Ele ainda passou por companhias como Walmart e Odebrecht.

“Ficávamos frustrados com a dificuldade e complexidade das operações das empresas que trabalhávamos. Nossa proposta é realmente dar todas as condições às grandes corporações de saber onde exatamente estão as oportunidades para aumentar a produtividade de suas operações”, explica.

A startup tem um modelo de negócios que inclui implantação (one time), suporte, manutenção, updates e upgrades de novas funcionalidades (mensal) e licença (anual).

A Accenture é uma empresa global de consultoria de gestão, serviços de tecnologia e outsourcing. Com mais de 358 mil profissionais, a companhia atende a clientes em mais de 120 países. A Accenture teve receitas líquidas de US$ 31 bilhões no ano fiscal encerrado em 31 de agosto de 2015.

Júlia Merker