VEÍCULOS

Carros da Ford vão detectar pedestres

20/07/2015 14:34

A Ford está testando novas tecnologias de iluminação. Foto: Paolo Santorio/Shutterstock.

Tamanho da fonte: -A+A

A Ford está testando novas tecnologias de iluminação que vão permitir ao motorista identificar potenciais riscos nas estradas à noite, como pedestres, ciclistas e animais na pista. 

O sistema de iluminação dianteira baseado em câmera combina dois avanços já disponíveis em carros da Ford: o farol adaptativo e o sistema de reconhecimento de sinais de trânsito, além de poder operar com GPS.

Já o sistema Spot Lightning usa uma câmera infravermelha para detectar a presença de pedestres, ciclistas e animais na pista e alertar o motorista. Ele pode identificar até oito potenciais perigos e destacar duas prioridades máximas, por meio de faróis especiais e exibição na tela do painel. 

Essas tecnologias estão sendo desenvolvidas no Centro Europeu de Pesquisa e Inovação da Ford em Aachen, Alemanha, e a expectativa é que estejam disponíveis no mercado em breve. 

"Muitas pessoas que dirigem à noite já tiveram a experiência de reagir rapidamente a algo que surgiu de repente na pista. O sistema de iluminação dianteira da Ford baseado em câmera e Spot Lighting ajuda a alertar o motorista sobre pessoas ou animais que possam representar perigo", diz Ken Washington, vice-presidente de Pesquisa e Engenharia Avançada da Ford.

O sistema de iluminação pode usar o GPS para iluminar melhor as curvas e depressões da estrada. Quando o sinal de GPS não está disponível, a câmera de vídeo montada na base do espelho retrovisor identifica as marcações da pista para prever a direção das curvas e iluminar a área de forma mais eficiente. 

Nesse caso, a câmera armazena a informação no sistema de navegação e quando o motorista utiliza a mesma via novamente os faróis se adaptam à estrada automaticamente.

O chamado Spot Lighting destaca os perigos principais para o motorista, projetando luzes na estrada por meio de duas lâmpadas especiais de LED ao lado dos faróis de neblina. Os objetos também são mostrados na tela do painel, com uma moldura vermelha ou amarela dependendo da proximidade e do nível de perigo apresentado.

Veja também

TENDÊNCIA
Gartner: 150 mi de carros conectados até 2020

60% a 75% dessa frota será capaz de consumir, criar e compartilhar dados por meio de internet sem fio.

CARROS CONECTADOS
Google lança Android Auto

O app passa os dados do Maps, Mensagens, Play Music, clima e outros do telefone para o painel.

PORTO ALEGRE
Rádio táxis perdem 40% dos motoristas

Segundo o Sindicato dos Taxistas, 30% dos usuários já migraram completamente para os apps.

MAPS
Curitiba testa Here com Aeroimagem

O projeto é focado no levantamento georreferenciado de elementos como placas e semáforos.

TRÂNSITO
Ford tem desafio focado em mobilidade

Para auxiliar os desenvolvedores, a montadora disponibiliza o OpenXC Enabler.