A Oracle espera expandir seus serviços de computação em nuvem na Europa. Foto: Divulgação.

A Oracle tem vagas abertas para 1 mil funcionários na Europa, Oriente Médio e África. O objetivo da companhia é expandir seus serviços de computação em nuvem nas regiões.

As contratações, de acordo com a Bloomberg, tem foco em trabalhadores com dois a seis anos de experiência para atuar nas funções de vendas, gestão, finanças, recrutamento, marketing e recursos humanos na área de de computação em nuvem.

O movimento acontece cerca de um mês após a empresa registrar um crescimento de receita de 58% em seus negócios em nuvem na comparação ano a ano. Os serviços permitem que os clientes corporativos gerenciem dados através de uma rede de servidores executados pela Oracle. 

A área de nuvem da companhia registrou receita de US$ 4,6 bilhões em 2016, ante US$ 2,9 bilhões no ano anterior.

"Nosso negócio em nuvem está crescendo a taxas incríveis, então agora é o momento certo para trazer uma nova geração de talentos", afirma Tino Scholman, vice-presidente de computação em nuvem da Oracle para a região, em comunicado.

Os produtos relacionados à nuvem representam mais de 12% das vendas totais da Oracle. A empresa emprega aproximadamente 51 mil funcionários nos EUA e 85 mil em operações internacionais.

A região da Europa, Oriente Médio e África representaram 28% da receita global da Oracle no ano passado. Já as vendas na região diminuíram 2%, para US $ 10,6 bilhões, quando os clientes se deslocaram do software tradicional da Oracle para serviços baseados em nuvem.