Pedro Martins Dusso, CEO da Aegro. Foto: Divulgação.

A Aegro, empresa de software de gestão de produção agrícola, acaba de receber um aporte de R$ 5 milhões. O investimento foi feito pela SP Ventures, fundo de investimento em venture capital, e pela Abseed Ventures, consultoria técnica que estruturou o Seed 1, fundo de capital semente especializado em startups SaaS B2B. 

Essa foi a segunda rodada de investimento dos fundos na Aegro em menos de um ano.

A Abseed começou a trabalhar com a Aegro após o aporte inicial de R$ 2,5 milhões com o SP Ventures, em 2017. 

“O papel da Abseed, como investidor e expert na escala das operações de marketing e vendas de startups, é extremamente mão na massa”, relata Pedro Martins Dusso, CEO da Aegro.

A startup vem crescendo nos últimos meses a taxas superiores a 22% ao mês. Lançada em 2016, realiza vendas em 24 estados e possui 355 assinantes com propriedades agrícolas que atuam em uma área de 520 mil hectares.

O sistema de gestão agrícola Aegro foi concebido por quatro profissionais da Ciências da Computação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). A solução gerencia as operações administrativas de uma fazenda, como manuseio, custo, controle de pragas e operação.

A startup nasceu em Porto Alegre e atualmente também possui uma filial em Piracicaba, hub da SP Ventures, onde desenvolve e aperfeiçoa aplicativos agrícolas de uso específico.

Franco Zanette, head de Marketing da Abseed, e Felipe Coelho, head de Vendas, introduziram o inbound marketing e inside sales na Aegro. O sócio fundador da Abseed, Geraldo Melzer, possui experiência em empresas renomadas, como a Dell Brasil e Resultados Digitais. A Abseed ainda conta com o sócio Marcelo Hoffmann, advogado que estruturou ioperações de investimento e agrega experiência em governança corporativa. 

O próximo passo da startup é transformar o produtor em empresário rural. Atualmente, a empresa importa notas fiscais eletrônicas. Porém, trabalha para conectar às Secretarias de Fazenda e, assim, obter as despesas de modo automático. Outra melhoria será integrar as empresas de maquinário agrícola e obter dados.