INFRAS

Mob Telecom migra B1 para cloud da Huawei

20/10/2021 16:57

Player de telecom em alta decidiu trocar a infraestrutura do seu ERP da SAP.

A Mob Telecom acaba de chegar a 200 mil clientes. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Mob Telecom, uma empresa de telecomunicações em alta, decidiu trocar a infraestrutura na qual roda o seu software de gestão Business One da SAP, migrando para a nuvem da Huawei, em um projeto com consultoria da G2.

Em nota, a G2 explica que a Mob começou a rodar o B1 em novembro de 2019, mas “teve problemas”.

“A infraestrutura SQL não era a mais adequada em termos de desempenho ao trabalhar com o SAP. Tínhamos limitações como algumas funções contábeis e financeiras sem suporte”, afirma Luidgi Machado Rola, gerente-sênior de TI na Mob Telecom.

O maior entrave estava no módulo de comunicação bancária, que adequa o ERP às leis brasileiras e apoia o processo de billing. 

Rodando no antigo provedor de nuvem, a ferramenta sofria problemas de performance, segundo Rola. Além disso, a configuração de uso de servidores compartilhados deixava o processo mais lento. 

A Mob migrou para o Telco by G2, uma versão do B1 feita especialmente para o setor de telecomunicações, tendo em conta particularidades fiscais que tornam a operação mais complexa, operações de campo e atendimento ao cliente.  

O novo ERP roda no banco de dados em memória Hana a partir da nuvem da Huawei.

“Saímos de um SQL Server compartilhado para um HANA dedicado e com isso tivemos ganhos de desempenho muito elevados. Antes, a gente precisava ter um analista 24 horas por dia olhando o processo de comunicação bancária”, conta Rola.

Os próximos passos incluem a evolução de alguns servidores para kubernetes como uma das estratégias para suportar o aumento de transações. 

Hoje, os sistemas da Mob enviam, em média, 300 mil transações por mês para os servidores SAP e a previsão é chegar a 1 mil transações mensais até o fim do ano, devido ao aumento do número de clientes orgânicos e inorgânicos.

A Mob Telecom acaba de anunciar que fechou o primeiro semestre de 2021 atingindo a marca de 200 mil clientes, o dobro dos que tinha no final do ano passado.

O provedor já havia ampliado a atuação nos estados do Maranhão, Pernambuco, Piauí e Ceará, e, agora, espera expandir a operação para as regiões Norte e Centro-Oeste do país até o final do ano.

A empresa foi comprada pela EB Fibra (agora Alloha), uma companhia com um capital de R$ 2 bilhões que é uma dos players visando consolidar o mercado de fibra óptica no país. 

A G2 é uma das maiores parcerias da SAP para a linha B1 no Brasil, atendendo 102 grupos econômicos com presença em nove países. A empresa tem 67 colaboradores e está presente em 25 cidades em seis estados.

A empresa fechou recentemente um acordo com a Huawei, pelo qual migrou 1,8 mil usuários da sua versão do B1 para o setor de telecomunicações. Atualmente, 29 grupos econômicos, totalizando 47 matrizes e 316 filiais, do segmento telco rodam na infraestrutura Huawei Cloud. 

Veja também

LIGAÇÃO
Demissão por telefone gera multa

Caso se deu na Oi, que foi condenada a pagar R$ 10 mil de indenização.

OPERAÇÕES
WDC Networks tem novo COO

Marcelo Rezende já foi country manager em quatro empresas.

CRM
Copel implanta Salesforce com Minsait

O projeto teve início em fevereiro e automatizou processos que até então eram manuais.

CLOUD
Armazém Paraíba gerencia nuvem AWS com Lumen

A varejista de móveis e eletrodomésticos adotou a solução Cloud Application Manager (CAM).

FRONTEIRAS
Brasil TecPar compra em MT e MS

Numa tacada só, provedor compra três no Mato Grosso e uma no Mato Grosso do Sul.

LEILÃO
Huawei: “segurança é uma questão técnica, não política”

Diretor de segurança da chinesa e membros do governo falaram sobre a polêmica do 5G.