NUVEM

Mandic recebe aporte da Intel Capital

20/12/2013 11:09

Dinheiro deve ir para a melhoria de processos internos e na criação de produtos, além de aquisição de empresas.

Maurício Cascão, presidente da Mandic.

Tamanho da fonte: -A+A

A Mandic recebeu um aporte de capital da Intel Capital e dos seus atuais sócios.

O valor dos aportes e a participação adquirida pela Intel não foram revelados. Normalmente, a Intel Capital faz investimentos entre US$ 2 milhões e US$ 20 milhões.

O dinheiro deve ir para a melhoria de processos internos e na criação de produtos, além de aquisição de empresas que possam ampliar o portfólio de serviços em setores específicos, como o varejo e a área de saúde. 

A movimentação é parte da transformação na Mandic, criada no ano 2000 por Aleksandar Mandic, um dos pioneiros da internet no Brasil, tendo como carro chefe a oferta de serviços de correio eletrônico.

Após receber investimento de R$ 100 milhões da Riverwood Capital, a companhia comprou a Tecla e ampliou o portfólio para ofertas de servidores cloud, registro de domínio, certificado digital, backup, storage e hosting.

O motivo é claro. Segundo estudos do Gartner, o mercado nacional de soluções em nuvem,deve movimentar US$ 2,1 bilhões em 2013.

De acordo com a consultoria, a receita deve chegar a US$ 4,4 bilhões até 2017, um crescimento esperado de 25% ao ano.

A expectativa da Mandic é fechar o ano com um crescimento de 40% e receita entre R$ 30 milhões e R$ 40 milhões. A expectativa é chegar a 2015 com um total de R$ 100 milhões. 

Hoje, a companhia tem 200 funcionários e atende sete mil clientes.

Veja também

RUMO AO DOBRO
Mandic quer força na nuvem com parceiros

Empresa quer conquistar 100 parceiros, entre agências digitais e integradoras de TI, ainda em 2013.

CRESCIMENTO
Mandic: R$ 4 mi para liderar no cloud

Investimentos vieram com aporte da Riverwood, com contratação de 80 profissionais e novo CEO.

NOS PRÓXIMOS CINCO ANOS
IBM lista 5 inovações em potencial

A edição explora a ideia de que tudo será capaz de aprender, a partir de uma nova era de sistemas cognitivos.