Baguete
InícioNotícias> Me Atende vence o Desafio Méliuz

Tamanho da fonte:-A+A

PRÊMIO DE R$ 50 MIL

Me Atende vence o Desafio Méliuz

Júlia Merker
// quarta, 21/01/2015 09:10

Com mais de 650 projetos inscritos, o Desafio Méliuz anunciou na última semana a  o vencedor do programa. O Me Atende, app que gerencia o atendimento entre usuários e empresas, levou o prêmio de R$ 50 mil.

Leduar Staniscia, CEO do Me Atende. Foto: Divulgação.

Além disso, a equipe poderá participar de mentorias mensais realizadas por profissionais do Méliuz, portal de cupons de descontos online gratuitos e cashback, durante cinco meses. 

O aplicativo, comandado por Leduar Staniscia e Anderson Santos de Oliveira, tem como objetivo solucionar o atendimento de clientes de empresas com serviços de SAC. 

Para evitar a longa espera para ser atendido por um sistema de atendimento ao consumidor, a plataforma propõe ao usuário acessar o app, selecionar a empresa e o motivo de contato. Quando a empresa estiver disponível, o atendente liga para tratar da solicitação do usuário. 

Entre as vantagens da plataforma está a economia de tempo e até de dinheiro, uma vez que o usuário recebe a chamada em seu celular. Entre as empresas que já constam no app do Me Atende estão Gol, Azul, GVT, Sky, LBV e Cacau Show.

Para escolher o vencedor, o Méliuz avaliou critérios como capacidade de execução dos empreendedores envolvidos no projeto, levando em conta o histórico pessoal e profissional, e o potencial de geração de valor do projeto para a sociedade, mercado e governo.

O programa de mentoria terá início em fevereiro. Foram avaliados 650 projetos, que receberam mais de 60 mil votos, mobilizando empreendedores, ONGs e até startups de médio porte.

“Foi uma das decisões mais difíceis que tomamos na nossa história. Selecionamos o Me Atende por tentar resolver um problema sério de milhares de brasileiros: o atendimento ao consumidor. O empreendedor tem toda a paixão e conhecimento necessário para desenvolver a solução e gerar valor, tanto para os usuários, quanto para as empresas”, diz Ofli Guimarães, cofundador do Méliuz

Júlia Merker