O estagiário vencedor.

Tamanho da fonte: -A+A

Foram-se os tempos no qual o maior desafio de uma entrevista de estágio era tentar convencer o entrevistador que você possuía toda uma série de conhecimentos e habilidades inventadas, ou tentar valorizar ao máximo uma experiência de trabalho na empresa de um familiar.

Não, as organizações de ponta agora tem processos muito mais sofisticados do que isso. Vejam o caso da Heineken, que ao buscar um estagiário para atuar em eventos patrocinados pela marca decidiu promover um mini reality show para escolher o candidato ideal.

Foram 1,7 mil candidatos no total, dos quais uma parte não revelada passou por situações armadas pela empresa como um entrevistador que conduziu os participantes de mãos dadas até a sala de reunião, sofreu um aparente ataque cardíaco ou fez perguntas capciosas.

Os três finalistas foram votados em um portal da Heineken. O vídeo da ação pode ser conferido abaixo.

No final do ano passado, agência de propaganda brasileira África promoveu uma ação similar, na qual candidatos a estágio seriam selecionados por meio de um show de calouros com jurados do programa Pânico na TV.

A ação foi divulgada com antecedência, recebeu críticas nas redes sociais e foi cancelada.