Steve Bennett já era. Foto: Symantec.

A Symantec, fabricante do antivírus Norton, anunciou nesta quinta-feira, 20, a demissão do CEO Steve Bennett. 

O executivo entrou na empresa em julho de 2012, no lugar de Enrique Salem, veterano que trabalhou na empresa por 19 anos. 

Rumores que circularam na época indicavam que Bennett, então presidente do conselho da Symantec, liderou a derrubada de Salem.

A empresa não tem tido bons resultados. Na nota na qual divulgou a saída do CEO, a Symantec também divulgou suas expectativas para o quarto trimestre do ano fiscal de 2014, apontando vendas de US$ 1,6 bilhão, contra US$ 1,7 bilhão no ano passado.

A Symantec atravessa um momento complicado, no qual enfrenta a concorrência de novatas como Palo Alto Networks e a FireEye enquanto tenta se adaptar a um novo cenário de computação, na qual mobilidade é uma tendência crescente.

A situação tem criado muito troca troca de executivos, inclusive aqui no Brasil.

Na semana passada, a empresa anunciou Sergio Chaia, até 2012 CEO da Nextel no Brasil, como novo vice-presidente e country manager da Symantec do Brasil. 

Chaia sustitui Wagner Tadeu, que trabalhou na fabricante de segurança por mais de 17 anos e, nos últimos meses, respondia pela posição de liderança da companhia no Brasil e pela vice-presidência da empresa para a América Latina.

Ao que parece, a Symantec aposta em um nome de fora do mercado de tecnologia para conter a turbulência na empresa, na qual aconteceram série de trocas de profissionais nos últimos meses.

Chaia tem passagens pela Sodexo, Pepsico, Pfizer, entre outras, mas nunca dirigiu uma empresa na área de TI.

Desde o começo das operações por aqui, a fabricante de antivírus sempre foi comandada por executivos de carreira da empresa.