GoDaddy quer competir na nuvem. Foto: Shutterstock.

Conhecida por ser uma provedora de endereços online e hosting de websties, a norte-americana GoDaddy quer se firmar como uma provedora de renome no disputado cenário de serviços em nuvem.

Nesta segunda-feira, segundo reporta a Wired, a empresa sediada no Arizona lançou um serviço que promete fornecer aplicações fim-a-fim da nuvem para que empresas tenham operações na nuvem sem a necessidade de hardware.

Atualmente a GoDaddy sedia cerca de 10 milhões de websites, a maioria deles utilizando serviços básicos. Entretanto, com a nova oferta, o plano é oferecer máquinas virtuais em que os usuários possam rodar softwares dentro destes sites.

“Com isso, estamos focando em negócios que fornecem serviços para pequenos negócios", afirmou Jeff King, VP senior da GoDaddy.

A investida é a maneira da GoDaddy entrar na briga com nomes já estabelecidos como AWS, Google e Microsoft, usando o nome que a marca tem no mercado.

Mesmo como a presença já acentuada da concorrência, a empresa tem um grande mercado para abocanhar. Segundo a consultoria forrester, o segmento de infraestrutura na nuvem pode chegar a US$ 191 bilhões em 2020.

A GoDaddy não deu detalhes sobre como este produto chegará a outros países em que a companhia tem presença. No Brasil, a empresa iniciou suas operações em 2014.

No ano passado, a empresa anunciou o programa GoDaddy Pro no Brasil, oferecendo recursos e benefícios exclusivos para profissionais que criam sites para micro e pequenas empresas, o principal mercado-alvo da multinacional.

Com cerca de 13 milhões de clientes e 60 milhões de sites em todo o mundo, a empresa teve um faturamento de US$ 1,43 bilhão em 2014.