A Embraer e a Azul chegaram a um acordo para a venda firme de 30 jatos E195-E2. Foto: Divulgação.

A Embraer e a Azul Linhas Aéreas Brasileiras chegaram a um acordo para a venda firme de 30 jatos E195-E2. O contrato também contempla direitos de compra para 20 jatos adicionais do mesmo modelo, elevando o potencial da encomenda total para até 50 aviões.

O contrato tem valor estimado de US$ 3,2 bilhões pelo atual preço de lista da Embraer. Os pedidos firmes serão adicionados à carteira de pedidos da Embraer do segundo trimestre de 2015. A primeira entrega está prevista para o segundo trimestre de 2020. 

“A parceria com a Embraer, desde a fundação da Azul, foi decisiva para consolidarmos nosso plano de negócios e crescer no mercado de aviação doméstico. O E2 será o avião mais avançado em sua categoria, conferindo uma economia de combustível acima de 20% em relação ao atual modelo”, afirma David Neeleman, CEO da Azul. 

Atualmente, a companhia aérea brasileira tem um total de 82 E-Jets em operação e mais seis pedidos em carteira. 

Com esta encomenda da Azul, o backlog dos E-Jets E2 alcança 242 pedidos firmes, além de 348 opções e direitos de compra.  

A primeira entrega de um E-Jet E2 (o E190-E2) está prevista para o primeiro semestre de 2018. O E195-E2 está programado para entrar em serviço em 2019 e o E175-E2, em 2020. 

A Embraer contabiliza em 2015 a venda de 74 aeronaves firmes e 39 opções de compra, com um valor total estimado em US$ 6 bilhões.

A Azul detém uma frota de 143 aeronaves, mais de 10 mil funcionários. A empresa opera mais de 900 voos diários e atende a mais de 100 destinos.