Procempa agora também na lista de nomes e salários expostos no Portal da Transparência. Foto: divulgação.

Após uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que derrubou liminar do Tribunal Regional do Trabalho do Rio Grande do Sul que até então impedia a divulgação de nomes, e salários de servidores da Procempa no Portal da Transparência da prefeitura de Porto Alegre, os dados da companhia foram expostos na quinta-feira, 20.

A decisão do STF foi tomada a pedido da Procuradoria-Geral da cidade, que vem investigando casos de irregularidades na estatal de processamento de dados.

As averiguações da procuradoria também resultaram em um relatório que foi entregue à direção interina da Procempa, ainda na semana passada.

De posse do relatório, o presidente interino, Maurício Gomes da Cunha, anunciou medidas como a instalação de sindicâncias internas e medidas voltadas a reduzir custos e minimizar a possibilidade de fraudes na administração do órgão.

Na quarta-feira, 19, Cunha anunciou durante reunião do Conselho Administrativo da empresa um plano que inclui ações como diminuição na compra de materiais, redução no uso de energia elétrica, de contratos, de pessoal terceirizado e de CCs na companhia.

Cunha também adiantou que novas medidas serão tomadas, incluindo a indicação de um diretor técnico e de um gerente comercial, ambos do quadro de funcionários da estatal.

A reportagem do Baguete entrou em contato com a assessoria de imprensa da Procempa na quarta-feira, 19, para entrevistar o presidente sobre desdobramentos dos novos planos. Até o fechamento desta edição, não houve retorno.