O aplicativo Vá de Táxi realizou a fusão de sua operação com a mineira WayTaxi. Foto: Pixabay.

O aplicativo Vá de Táxi realizou a fusão de sua operação com a mineira WayTaxi, que atua no mercado desde 2011. 

Essa é a segunda fusão feita pelo Vá de Táxi em menos de um ano. Em setembro de 2015, a empresa anunciou a parceria com a TaxiJá, do UOL.

A partir da fusão com o WayTaxi, o aplicativo atingirá a marca de 1 milhão de passageiros cadastrados e a base de taxistas chegará a 80 mil profissionais.

A operação seguirá com a marca Vá de Táxi, que atua em Minas Gerais desde 2013 e oferecerá aos passageiros da WayTaxi a novidade de pagar as corridas com cartão de crédito direto pelo aplicativo. 

"A fusão incorpora a visão do Vá de Táxi e da WayTaxi de conectar os melhores taxistas aos melhores passageiros. Identificamos uma excelente oportunidade com a WayTaxi para o aumento no volume de corridas e ampliação das funcionalidades contempladas no aplicativo, para melhorar, cada vez mais, a qualidade e confiabilidade para nossos parceiros e clientes”, afirma Rafael Lauand, CEO do Vá de Táxi.

Segundo a empresa, o WayTaxi é o app de táxi mais baixado no mercado mineiro.

“Nossa expectativa com a fusão, além do aumento da base de usuários e volume de corridas, é melhorar ainda mais a experiência de nossos clientes como, por exemplo, o pagamento das corridas pelo aplicativo”, explica Francisco Rangel, fundador da WayTaxi.

Entre as novidades para os taxistas estão a possibilidade de avaliar os passageiros e a inserção de ações que contarão “pontos” para que o taxista conquiste uma boa posição no ranking da plataforma e passe a ter prioridade nas chamadas.

“Hoje somos a empresa que cobra a melhor taxa do taxista, de 8,5% apenas para os pagamentos feitos pelo app. Com os novos serviços que estamos disponibilizando para os profissionais, vamos consolidar o Vá de Táxi como o aplicativo parceiro do taxista”, explica Rafael Lauand, CEO do Vá de Táxi. 

Enquanto a Vá de Táxi alcança 80 mil motoristas em 200 cidades com a movimentação, aplicativos com mais visibilidade no mercado ultrapassam esse índice. 

O EasyTaxi conta com 400 mil taxistas cadastrados em 420 cidades – sendo 350 delas no Brasil. Já o 99Táxis, atuando em mais de 350 cidades brasileiras, tem 140 mil profissionais registrados.

Os dois aplicativos contaram com aportes para expandir sua atuação no mercado. Nascida em junho de 2011 no Brasil, a Easy Taxi recebeu nos últimos anos cerca de R$ 170 milhões em aportes feitos pelo grupo alemão Rocket Internet, pelo Fundo LatinAmerica Internet Holding (LIH), pela holding iMena e, mais recentemente, pelo Phenomen Ventures e Tengelmann.

Em 2015, a 99Táxis recebeu dois aportes que somaram R$ 130 milhões. A empresa já consolidou quatro rodadas de investimento desde seu lançamento, em 2012.