A HDI Seguros incrementou o portfólio de soluções analíticas em abril deste ano. Foto: Divulgação.

A HDI Seguros é a primeira seguradora do Brasil a adotar uma solução analítica do SAS para identificar fraudes no sinistro em tempo real. 

O objetivo da empresa é aumentar a eficiência operacional e a capacidade de detecção de irregularidades em mais de 30 mil sinistros avaliados mensalmente. 

Cliente do SAS desde 2005, a seguradora incrementou o portfólio de soluções analíticas em abril deste ano, quando adquiriu os softwares SAS Fraud Framework (SFF) e SAS Real-time Decision Manager (RTDM). 

Com isso, a HDI passou a calcular a possibilidade de fraude no momento em que o veículo chega para análise do sinistro nos centros automotivos, utilizando a tecnologia híbrida para aprovação do conserto ou alerta imediato de irregularidades.

De acordo com Ricardo Saponara, especialista em prevenção a fraudes em seguradoras do SAS Brasil, a abordagem híbrida consiste na utilização de diversas técnicas e estratégias de identificação aplicadas paralelamente e de forma automatizada, unificando os resultados em uma só pontuação (scoring). 

“Combinamos a inteligência da detecção de anomalias, modelagem preditiva, mineração de textos e uma rede de relacionamentos proativa para identificar novos suspeitos e não somente para investigá-los, um dos fatores que diferenciam a tecnologia SAS neste mercado”, afirma. 

Para Frank Nelson Ohi, diretor de Sinistro da HDI Seguros, a expectativa é que a implantação aumente a eficiência operacional dos processos de análise de irregularidades e a redução de falsos-positivos, trazendo um incremento de 25% de irregularidades nos processos de maior propensão. 

“A eficiência da solução passa pela integração com nossos sistemas internos de Aviso e Regulação de Sinistro além do cruzamento de informações com várias bases de dados que enriquecerão a análise e principalmente a rede de relacionamento”, afirma Frank.

A equipe do projeto é formada por 15 integrantes das áreas de Sinistro, Processos, Analytics e Tecnologia, incluindo uma equipe do próprio SAS. O projeto está em fase final de homologação e em breve entrará em produção.

No Brasil desde 1996, o SAS conta com mais de 200 clientes. A empresa tem escritórios em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, somando cerca de 200 colaboradores. 

O SAS fechou o ano passado com um faturamento de US$ 3,16 bilhões, uma alta de 2,3% em relação ao ano anterior.