Márcia Schuler, da SETID-NH. Foto: divulgação.

Interligar a estrutura administrativa com alta velocidade e disponibilidade. Com este objetivo, a Prefeitura de Novo Hamburgo anunciou nesta sexta-feira, 21, a implantação de seu anel óptico.

Em uma estrutura de 28 quilômetros de fibra óptica, o anel interligará 36 prédios, como escolas e unidades de pronto atendimento, em 24 vias com links de 1Gbps disponíveis por ponto.

Além de prédios da prefeitura, a rede atenderá outros órgãos públicos como a Câmara de Vereadores e a Fundação de Saúde Novo Hamburgo (Hospital Geral).

O projeto também prevê a ligação de novas câmeras de monitoramento transmitindo imagens em alta velocidade. Atualmente, de trinta câmeras espalhadas pela cidade, apenas três usam fibra - as restantes são via rádio.

Segundo destaca a titular da Secretaria de Tecnologia da Informação e Inclusão Digital (SETID), Márcia Schuler, o projeto é resultado de um investimento de R$ 1,28 milhões da prefeitura.

De acordo com Márcia, a implantação da rede de fibra ótica começa já na próxima semana, com previsão de entrega em 120 dias. A empresa responsável pela instalação é a paranaense Teletex.

VANTAGENS

Além do já citado aumento de velocidade na transmissão de dados, a iniciativa tem o objetivo de reforçar a disponibilidade do sistema, evitando a incidência de problemas no atendimento e acesso aos dados.

"Desenvolvemos uma rede redundante para que, em caso de um imprevisto em algum ponto da rede de cabos, o sistema se recomponha rapidamente, sem prejuízo para os usuários", afirma a titular da SETID.

A redução dos custos com telefonia também é um dos objetivos com a nova rede. Atualmente, a prefeitura conta com 110 linhas telefônicas móveis, com um gasto estimado de R$ 1,5 milhão por ano.

A implantação de voIP, segundo Márcia, deve trazer uma economia imediata de 30% nas contas telefônicas do município.

Para a solução, foi adquirida uma nova central telefônica para abrigar novos ramais e disponibilidade para o uso de ramais em celulares via 3G, com o emprego do Jabber, da Cisco.

Para Tarcísio Zimmermann, prefeito municipal, a solução chega para qualificar os processos internos e, conseqüentemente, o atendimento à comunidade.

"Entendemos que tecnologia de ponta é essencial para uma boa administração, que se reflete em benefícios para toda a comunidade", observa.

ESTRUTURA

Atualmente, a rede de tecnologia da prefeitura hamburguense conta com 170 pontos além do Centro Administrativo. Para Schuler, o anel óptico é o primeiro passo para um futuro onde todos os prédios estejam interligados.

"Este será o backbone de nossa rede de dados. Este projeto inicial já conta com alguns desvios para atender alguns pontos mais vitais. No entanto, o plano é de que para os próximos anos esta rede de fibras ópticas se estenda em todas as direções do município", explica.

Segundo a secretária, o valor para cobrir todos os 170 pontos da prefeitura chegaria aos R$ 6 milhões.

ABERTURA DOS DADOS

Além do anel óptico, o setor de TI da prefeitura de Novo Hamburgo anunciou o lançamento de seu Portal de Dados Abertos, um site disponibilizando relátórios e números sobre a administração municipal.

Baseado no conceito de "open government", o projeto é destinado a alunos de cursos técnicos e universitários, com o objetivo de fomentar a inovação através do uso destas informações.

Inicialmente, o portal conta com doze datasets, com informações como orçamento municipal, horários de atendimento de telecentros e farmácias comunitárias, relatórios de despesas das secretarias e despesas com diárias.

Embora os dados estejam ao dispor de todos, de forma semelhante ao Portal da Transparência, o objetivo principal não é a fiscalização, segundo destaca Éder Marinho de Oliveira, diretor de sistemas de informação da prefeitura.

"Queremos que estas informações sejam utilizada em aplicações que agreguem valor, melhorando a vida da população. Sabemos do potencial dos nossos jovens e o limite é a criatividade deles", ressalta.