Rui Luiz Gonçalves, ex-presidente da Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (Acate), é o novo secretário de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico Sustentável de Florianópolis.

A nomeação do empresário nesta quinta-feira, 20, junto com mais 14 nomes do secretariado escolhido pelo prefeito eleito de Florianópolis, Cesar Souza Junior (PSD).

Gonçalves é formado em Ciências da Computação pela Universidade Federal de Santa Catarina e pós-graduado em Gestão Empresarial pela Engenharia de Produção da UFSC.

É fundador e sócio-diretor da AltoQI, empresa que atua no desenvolvimento de softwares para Engenharia. É conselheiro da Fapesc, Cetic e Abes.

O novo secretário substitui Carlos Roberto De Rolt, outro secretário com um perfil técnico-empresarial. Doutor em Engenharia da Produção, Rolt foi fundador das empresas Directa Automação e BRy S.A.

A capital catarinense fez avanços na área de fomento a inovação na gestão Dário Berger (PMDB), durante a qual foi aprovada em abril a Lei Municipal de Inovação destinando recursos de R$ 15 milhões para um fundo focado em empresas inovadoras.

[A título de comparação, Porto Alegre ainda está discutindo sua Lei de Inovação e os recursos do programa estadual de estímulo a parques tecnológicos são menores que o da cidade catarinense, somando R$ 12,8 milhões].

No Norte da Ilha, o o Sapiens Parque, polo tecnológico da cidade, recebeu mais de R$ 69 milhões desde 2010 em investimentos - sendo R$ 23 milhões da Softplan em 2011 -, e deve abrigar, ainda em 2012,  um laboratório da Phillips para desenvolvimento da tecnologia OLED (Organic LED) na InovaLAB, a incubadora do Sapiens, que hoje abriga sete empresas.

Apesar de ter vencido Gean Loureiro (PMDB), o candidato de Berger nas últimas eleições, Souza sinaliza um governo de continuidade inclusive mantendo secretários da administração anterior como o secretário de Educação, Rodolfo Pinto da Luz (PMDB), que inclusive foi vice na chapa de Loureiro.