Silvio Mota.

Os canais da Totvs vão vender os softwares de infraestrutura, middleware, virtualização e storage da Red Hat, como resultado de um acordo entre as duas empresas anunciado nesta segunda-feira, 22.

Com o acordo, a Red Hat ganha um parceiro e tanto no Brasil. A Totvs atende o mercado por meio de 15 filiais diretas e 52 franquias. É a primeira parceria do gênero da multinacional com um player do mercado de sistemas de gestão empresarial.

A lista de integradores trabalhando com a Red Hat já incluía grandes companhias com foco no corporativo, como Accenture, HP, Capgemini e Stefanini. São quase 50 revendas de tecnologia, entre as quais algumas companhias de porte como Cast, SoftwareOne e CTIS.

Com a Totvs, no entanto, a companhia ganha uma entrada em pequenas e médias empresas, mercados que a empresa brasileira domina no país.

"O objetivo desta parceria é complementar a estratégia da Totvs em oferecer mais competitividade às empresas brasileiras e atender às expectativas dos clientes no que se refere à qualidade, performance e custo total de propriedade", explica Silvio Mota, diretor de Alianças e Canais da Red Hat.

Mota entrou na Red Hat em março do ano passado, vindo da liderança da área de canais da Navita, uma companhia paulista de mobilidade. Antes o executivo passou por uma série de players de software de gestão empresarial como SAP, Peoplesoft, Datasul e Totvs.

Outro acordo orientado a atingir empresas de médio porte foi assinado com a Locaweb, que no ano passado ingressou no grupo de parceiros cloud da Red Hat, onde já estavam empresas focadas em grandes clientes como UOL Diveo e Embratel.

No seu último ano fiscal, encerrado em fevereiro do ano passado, a Red Hat faturou US$ 1,78 bilhão, expansão de 16%.

O acordo com da Totvs com a Red Hat representa uma diversificação da Totvs quando o assunto são parcerias mais orientadas a tecnologia.

Tradicionalmente, a companhia mantém uma relação próxima com a Progress, cuja tecnologia foi usada na criação da linha de produtos da Datasul.

A partir de 2013, a Totvs começou a vender o Open Edge, plataforma de desenvolvimento e banco de dados da Progress, acrescida nos últimos anos de  funcionalidades móveis e de computação em nuvem.

Weber Canova, vice-presidente de Tecnologia da Totvs, foi convidado em 2014 para integrar o Conselho Executivo de Produtos da Progress, tornando-se o único representante da América Latina entre os 14 executivos que compõem o grupo.

No terceiro trimestre de 2015 (a Totvs ainda não divulgou os resultados do ano todo), a empresa alcançou receita líquida de R$ 464,5 milhões, um crescimento de 4,2% na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior e de 2,9% frente ao trimestre anterior.

Os resultados significam um incremento em relação aos números do segundo trimestre, quando a Totvs divulgou cifras de 2,7% no aumento do faturamento e queda de 5,6% no lucro líquido em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.