Daniela Mendonça.

A LG Lugar de Gente fechou o ano de 2016 com um faturamento de R$ 85 milhões, uma alta de 8,9% frente aos resultados do ano anterior.

O resultado foi melhor que o obtido em 2015, quando a empresa ficou com o faturamento estável em R$ 78 milhões. A meta para 2017 é crescer 15%, atingindo R$ 97 milhões.

O resultado ficou abaixo da projeção feita em agosto de 2016, quando a revelou que esperava chegar a R$ 100 milhões, com objetivo a longo prazo de dobrar em três anos.

 “O último ano foi muito positivo para os nossos negócios. Apresentamos ao mercado a única solução em nuvem de RH completa e integrada do país, que atende todas as necessidades da gestão do capital humano”, afirma Daniela Mendonça, presidente da LG Lugar de Gente.

Daniela assumiu o comando da LG em novembro do ano passado, substituindo Paulo Iudicibus, um ex-executivo da Microsoft contratado no começo de 2016 pela empresa.

Iudicibus foi contratado para substituir Gustavo Teixeira, fundador e acionista da empresa e hoje presidente do Conselho Diretivo. 

Daniela é prata da casa: acionista da empresa, onde está há 25 anos, a profissional é formada em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Goiás (UFG), onde está sediada a LG.

A estratégia de crescimento passa pelo lançamento de uma versão em nuvem do produto da companhia, feita em agosto do ano passado.

A solução recebeu investimento de R$ 30 milhões ao longo de seis anos e é hospedada na Azure, nuvem da Microsoft.

Outro investimento importante foi a compra da Eguru, dona de soluções de gestão de aprendizado (LMS, na sigla em inglês), com forte ênfase no conceito de gamificação dos processos de recrutamento e treinamento

Hoje a LG atende a 400 clientes de forma direta e mais de 500 por meio de parceiros especializados em terceirização de processos de negócios. Com a suíte Gen.te, a meta é alcançar mais de 1 mil empresas atendidas diretamente.

Há mais de 30 anos no mercado, a LG tem sede em Goiás e atuação em todo o território nacional. Entre os clientes da empresa estão nomes como Ambev, Vale, Oi, Carrefour, Caterpillar, Grupo Algar, Grupo Positivo, Grupo Santander, Natura, SBT, Hering e Rede Globo.