A fintech Conta.Mobi contratou a consultoria da GFT. Foto: Divulgação.

A fintech Conta.Mobi contratou a GFT para contar com uma consultoria que envolveu a avaliação de infraestrutura, ferramentas, automação e processo de desenvolvimento de software.

Com uma base atual de 30 mil clientes, a Conta.Mobi tem a meta de chegar a 1 milhão de até o final de 2018.

A partir da consultoria, a GFT identificou, em ordem de prioridade, os problemas relacionados à infraestrutura, ferramentas, automação e processo de desenvolvimento de software.

No último quesito, o objetivo era elevar o nível de maturidade tanto do lado cultural (ágil e DevOps) quanto do lado de automação. 

A GFT também orientou a Conta.Mobi nos aspectos técnicos da plataforma para a obtenção de melhor experiência visual em termos de experiência do usuário (UX) em seus produtos. 

“Agora, se o sistema fornecedor apresentar instabilidade, estamos preparados para continuar nosso atendimento, ou seja, o cliente não é penalizado e pode continuar sua movimentação financeira tranquilamente”, explica Ricardo Capucio, CEO da conta.Mobi.

De acordo com Diego Cardoso, arquiteto de software da GFT, a análise de melhorias de produtos e processos desenvolvida buscou oferecer à Conta.Mobi os melhores padrões tecnológicos e de práticas financeiras. 

“As principais recomendações foram nos aspectos de arquitetura como, por exemplo, na diminuição do acoplamento de serviços de fornecedores e inclusão de monitoração (logs) mais inteligentes para uma ação ativa diante de possíveis problemas. Como a Conta.Mobi já era parceira AWS, montamos um plano combinando contratação de novos serviços da plataforma e melhorias no processo ágil de desenvolvimento e automação”, comenta.

Fundada em 2013, a Conta.Mobi é uma conta digital destinada a microempreendedores e pessoas físicas. No início deste ano, a fintech firmou uma parceria com os Correios e a Visa para lançar o Pague.Mobi, serviço que permite que clientes possam efetuar transações de saques e depósitos nas agências dos Correios.

A GFT, multinacional alemã de desenvolvimento de software, está aprofundando sua aposta em métodos ágeis na operação brasileira. A mudança amplia a abordagem para todas as suas interações com os clientes e também em áreas internas da companhia, como Recursos Humanos.

Em 2016, a empresa registrou um aumento de 157% em seu faturamento no Brasil, a maior alta entre as unidades do grupo no mundo.