Tablet já é maioria nas escolas norte-americanas. Foto: flickr.com/photos/N000@2

Um levantamento encomendado pela Dell e Intel, destacou que mais da metade (53%) das instituições de ensino norte-americanas já utilizam tablets como ferramenta de ensino.

Além disso, a pesquisa, que foi feita pela consultoria Harris Interactive em meio a 203 gestores de TI de escolas, 37% deles avaliam a possibilidade de utilizar este tipo de equipamento em suas atividades educacionais.

Contudo, a gestão desses dispositivos consome muito tempo e dinheiro das equipes de tecnologia, segundo destacaram alguns destes executivos.

Entre os contras citados pelos chefes de TI estão questões como o tempo de preparação do tablet para trabalhar na infraestrutura existente de uma escola e os custos com gerenciamento de dispositivo, definição e redefinição de senhas, domínio e configuração de acesso, além de desenvolvimento de políticas.

Além disso, 57% dos consultados que usam tablets reclamaram que existem aplicações rodando em desktops e notebooks que ainda não são acessadas pelos tablets. 46% dizem que algumas aplicações podem ser rodadas, mas com limitações de funcionalidade.

41% tiveram que comprar aplicações para espelhar as funcionalidades dos desktops e notebooks. 31% tiveram que adquirir ferramentas ou software adicional para gerenciar os tablets.

“Essa pesquisa reforça a percepção da Dell de que os tablets precisam incorporar funcionalidades e facilidades voltadas a garantir uma melhor integração e gerenciamento desses equipamentos nos ambientes de TI”, afirma Silvia Barros, Gerente de Marketing de Produto de Notebooks, Ultrabooks e Tablets Corporativos da Dell Brasil.