Google Play superou downloads da App Store em 45%. Foto: flickr.com/photos/janitors

No primeiro semestre de 2014, o Brasil alcançou o segundo lugar entre os países no ranking de downloads da Google Play. Na loja de aplicativos do Google, o país só está atrás dos Estados Unidos.

O resultado foi compilado pela AppAnnie, empresa que monitora as métricas das principais lojas de aplicativos móveis do mundo. No quarto trimestre do ano passado, o Brasil estava em terceiro lugar. 

O país tirou a segunda colocação da Coreia do Sul, que caiu para o quarto lugar, enquanto a Rússia subiu da quinta para a terceira posição. 

O ranking do período de janeiro a março teve EUA, Brasil, Rússia, Coreia do Sul e Índia nas cinco primeiras colocações.

A AppAnnie considera que os BRIC são as potências emergentes no mundo dos apps móveis. A empresa destaca também o crescimento do Android no México e na Turquia.

Já no ranking de receita gerada com apps móveis no primeiro trimestre, as economias emergentes não aparecem na Google Play. 

Os cinco principais mercados nesta categoria são Japão, Estados Unidos, Coreia do Sul, Alemanha e Reino Unido. A única mudança em relação ao quarto trimestre de 2013 foi a troca de posições entre EUA e Coreia do Sul.

Enquanto isso, na App Store o Brasil não aparece entre os cinco maiores mercados. 

O ranking dos países que mais geraram downloads na loja de aplicativos da Apple no primeiro trimestre tem nas primeiras posições EUA, China, Japão, Reino Unido e Rússia. 

Em termos de receita, a lista é composta por EUA, Japão, China, Reino Unido e Austrália.

Em quantidade de downloads, a Google Play superou a App Store em 45% no primeiro trimestre. 

Ainda assim, em receita, a loja da Apple gerou um faturamento 85% maior que o a da Google. App Annie ressalta, contudo, que a Google Play vem diminuindo essa diferença trimestre a trimestre.