Ricardo Gonçalves.

A NeoGrid entrou na primeira edição do Quadrante Mágico do Gartner para Serviços de Integração de Dados, em uma posição próxima a da dos líderes de mercado GSX, IBM e Liaison Technologies.

Para os familiarizados com a linguagem do gráfico do Gartner, a Neogrid ficou na zona alta dos players de nicho, junto com empresas como Elemica e Comarch. A empresa é o único player latino americano listado.

“Nós escolhemos apenas três líderes, ainda que alguns provedores como  Edicom, Elemica, NeoGrid e SPS Commerce tenham estabelecido participações de mercado dominantes em indústrias ou regiões específicas”, justifica o relatório.

O texto destaca que o critério para estabelecer os líderes foi potencial de “maximizar P&D e ROI” por meio do aproveitamento de redes B2B e competências de integração de dados em múltiplas indústrias e regiões.

“Somos líderes em integração de dados no Brasil; em nosso entendimento, isto explica nossa posição no quadrante como niche player. Temos aproximadamente 165 mil empresas conectadas por meio destas soluções”, explica Ricardo Gonçalves, diretor de marketing e portfolio da NeoGrid. “Agora vamos também submeter as nossas ofertas globais,” completa Gonçalves.

Na sua análise específica sobre a Neogrid, o Gartner destaca como fortes da empresa a posição dominante no mercado brasileiro, o bom entendimento do mercado de integração de dados, a oferta compreensiva de colaboração e iPaaS, além da capitalização das regras de nota eletrônica na América do Sul.

Por outro lado, o instituto afirma que a Neogrid ainda está construindo sua estratégia internacional para o segmento, tem no momento um modelo de SLA “levemente imaturo”, aceitável para a América do Sul, mas não para competir no mercado internacional.

A Neogrid tem 600 funcionários e está sediada em Joinville, possuindo também no Brasil unidades em Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro. Tem atuação global e é a controladora das filiais na Ásia-Pacífico, Europa e América do Norte.