Baguete
InícioNotícias> Artemisia seleciona 10 para aceleração

Tamanho da fonte:-A+A

STARTUPS

Artemisia seleciona 10 para aceleração

Júlia Merker
// quarta, 22/04/2015 11:02

Focada na disseminação e fomento de negócios de impacto social no Brasil, a Artemisia selecionou 10 startups para a primeira turma de aceleração de 2015. A organização acelera empresas que oferecem soluções escaláveis para problemas sociais da população de baixa renda. 

A Artemisia selecionou 10 startups para a primeira turma de aceleração de 2015. Foto: Rawpixel/Shutterstock.

Na área da educação, as selecionadas são Conecta Mundo, Educareer e Sementes Brilhantes. Em Saneamento as escolhidas é a Ectas. Mobilià, Casa Ângela e MedCloud são as selecionadas do segmento de saúde. Em Serviços Financeiros, as aceleradas são EWally, Controly e Biva.

Nos últimos quatro anos, a Artemisia articulou R$ 32 milhões para 59 negócios acelerados. Desses, 46% receberam investimento. 

 

Conheça as empresas selecionadas:

Fundada em 2002, a Ectas oferece estações compactas para o tratamento de efluentes domésticos, comerciais e industriais. Na prática, permite o reuso da água para fins não potáveis. 

A Conecta Mundo foi fundada em 2011 pelo físico Paulo Mascarenhas e oferece uma solução de ensino híbrido baseada em uma plataforma digital com interface de rede social. A solução foi aprovada pelo Guia de Tecnologias do MEC, e está em uso em escolas públicas, privadas e por meio de uma editora.

Já a EduCareer oferece uma solução web mobile para a redução da evasão no ensino superior privado, atacando suas principais causas: para a escolha do curso, oferece um serviço de orientação profissional; para o baixo desempenho, oferece conteúdo de nivelamento; e para a preparação para o mercado de trabalho, oferece oficinas de desenvolvimento de habilidades comportamentais e promove conexão direta.

A ferramenta foi fundada em 2014 pelos empreendedores Daniel Sgambatti e Rafael Pinto. Entre 2002 e 2008, Sgambatti foi gerente Comercial e de Novos Negócios da Vale. Hoje também é CEO e fundador da Talent Matching

Além da EduCareer, Pinto também é sócio da Tuttolabs.com.br e da Aprende.com.br. Antes, atuou no Itau-Unibanco de 2006 a 2011, atuando como gerente de produto.

Fundada em  2015 por Glaucia Maciel, o Sementes Brilhantes, da Steps, é um sistema de tecnologia educacional com preço acessível para otimizar o desenvolvimento integral de crianças na primeira infância, composto por kits de materiais e brinquedos diferenciados,  formação integrada  e manuais interativos. 

O programa está sendo desenvolvido com base na experiência de 12 anos da Steps www.stepsbabylounge.com.br e utiliza os princípios da neuroeducação, múltiplas inteligências e linguagens expressivas. 

Antes de fundar a empresa, Glaucia atuou na liderança de marketing de empresas como Sadia, Souza Cruz e Gatorade.

A Mobilità aplica tecnologia para melhorar a gestão de programas públicos de saúde. A startup oferece soluções para o controle e transparência das informações da população atendida – diminuindo a assimetria de informação entre todos os diferentes atores que fazem parte desses programas de saúde, desde o paciente até o gestor público.

A empresa foi fundada em 2014 pelos empreendedores Guilherme Cunha e Júlio César Souza. Souza já atuou por três anos como desenvolvedor JavaEE e Android na Outlier Development e como gerente de operações da Smartscan Serviços Digitais.

Fundada em 2009, a Casa Ângela é um espaço para o parto humanizado. Oferece para gestantes e novas mães um serviço de acompanhamento pré-parto, parto e no primeiro ano de vida do bebê. A Casa já acompanhou o nascimento de 500 bebês e faz, em média, 1,8 mil atendimentos individuais e 370 em grupo por mês.

A MedCloud é uma plataforma online que possibilita o gerenciamento e compartilhamento de exames em todos os tipos de mídia e modalidades entre clínicas, médicos, dentistas e pacientes. Atualmente a MedCloud possui 40 clínicas clientes e aproximadamente 450 mil usuários.

Os fundadores da empresa, criada em 2009, são Dimas Silva Jr. e Marisângela Brittes. Silva já foi engenheiro de software da Dayko Healthcare e hoje também é diretor da Life Publicidade Médica. Marisângela já foi responsável pela área de pesquisa e desenvolvimento na Pelissari Gestão e Tecnologia e hoje é sócia de negócios como Maisha, Mirach Ventures e Elphos Technological Solutions.

A EWally foi fundada em 2010 e oferece a microempreendedores uma forma para receber pagamentos pelo celular. O aplicativo da EWally transforma o celular em um POS (point of sale); o dinheiro recebido fica em uma conta virtual e pode ser sacado em caixas eletrônicos – ou utilizado com um cartão de débito pré-pago (bandeira Visa ou MasterCard). 

André Cunha, fundador da EWally, também foi criador da Elef, em que atuou como CEO por 9 anos. A empresa desenvolveu, fabricou e comercializou smartphones para clientes no Brasil e na América Latina. 

Fundada em 2014 por Pedro Conrade e Guilherme Cozza, a Controly tem como meta se tornar o banco para o jovem promissor do Brasil. Atualmente, oferece um aplicativo para smartphones – integrado a uma e-conta e um cartão pré-pago – e  proporciona uma assessoria financeira.

Cozza é administrador formado pela USP e já atuou como gerente de Trade Marketing da Whirlpool e diretor de Marketing e Planejamento Estratégico da BSB Marketing Esportivo, responsável pelo X Games Foz do Iguaçu 2013. Conrade é formado em administração com ênfase em empreendedorismo pela Fundação Getúlio Vargas.

A Biva oferece uma plataforma de empréstimo peer-to-peer online, adequada ao sistema financeiro brasileiro. A plataforma une pessoas que desejam investir em pequenas e médias empresas que buscam empréstimos. 

O sistema foi criado em 2014 por Eduardo Teixeira, Jorge Vargas Neto e Paulo David. Antes da fundação da Biva, Teixeira foi analista de portfólio da Inseed Investimentos. Já David, formado em direito, atuou quatro anos na Pinheiro Neto Advogados e depois passou pelos fundos de Inovação em Meio Ambiente e Criatec, auxiliando empresas de estágio inicial.

Júlia Merker