Daniel Moraes, CEO e fundador da Trinto.

Tamanho da fonte: -A+A

A Trinto, uma agência de marketing digital, é a primeira cliente no Rio Grande do Sul da Pipeline Capital, uma consultoria paulista especializada em fusões e aquisições que abriu recentemente operação em Porto Alegre.

Com 10 anos de atuação, certificações do Google, Vtex, Linx e Hubspot e 500 clientes atendidos, incluindo nomes como Alpargatas, Unimed, Colcci e Docol, a Trinto parece um cliente na medida para a Pipeline.

A Trinto também tem metas ambiciosas. Depois de crescer 50% em 2020, a empresa quer dobrar de tamanho em 2021. 

É aí que deve entrar em cena a Pipeline, cuja proposição é justamente fazer empresas crescer para eventualmente receberem um investimento ou serem compradas.

“Estamos desenvolvendo um trabalho de mentoria com foco em preparar o negócio para movimentos de crescimento exponencial nos próximos anos”, resume Daniel Moraes, CEO e fundador da Trinto, empresa que fundou com 22 anos quando ainda cursava Análise de Sistemas na Unisinos.

A Pipeline Capital abriu uma operação em Porto Alegre em março, comandada por um nome conhecido: Cesar Paz, fundador da agência digital AG2.

Com sete anos de mercado, a Pipeline já esteve envolvida em negócios grandes como a venda da  PontoMobi para o grupo Dentsu Aegis Network, ou da plataforma de e-commerce eNext para o Grupo WPP.

Ela também participou da consolidação de três empresas para a formação da Zoly, vendida para a Mutant, e o apoio à Corebiz para aquisição de seis operações de e-commerce na América Latina.

A meta para o Rio Grande do Sul é realizar pelo menos 15 fusões ou aquisições nos primeiros 36 meses de operação.

Para isso, a Pipeline tem um apoio de peso na figura de Paz, que já era conhecido nos tempos da AG2, a agência digital que fundou e vendeu em 2010 pela rede mundial de agências de propaganda Publicis, e nos últimos tempos se tornou mais ou menos onipresente em Porto Alegre.

Paz é sócio e mentor de meia dúzia de diferentes startups dentro do chamado “ecossistema criativo” Ecosys, o grande articulador do movimento Porto Alegre Inquieta e um dos protagonistas do Pacto Alegre.

Tanto o Porto Alegre Inquieta como o Pacto Alegre são duas movimentações da cena empreendedora de tecnologia gaúcha com grande visibilidade, além de um excelente network para conhecer empresas de tecnologia.

Entre as áreas de interesse de Paz estão fintechs (empresas de tecnologia do setor financeiro), edtechs (educação), adtechs (publicidade) e healthtechs (saúde).

A Pipeline trabalha com a “construção da tese original de investimentos”, ou, para colocar de uma maneira mais fácil, com os argumentos que convencem um investidor a comprar uma empresa.

Dito assim parece fácil, mas o trabalho envolve análise da maturidade do negócio, por meio de uma avaliação de 22 eixos e mais de 200 atributos. Na segunda fase, as empresas são aprimoradas e potencializadas, a partir de um plano de ação que pode se estender por meses.

No final disso, a Pipeline cria as tais teses de investimento e faz a conexão com potenciais fundos ou companhias investidoras.

Paz tem um background parecido com os fundadores da Pipeline, que têm um histórico parecido no meio digital, o que provavelmente teve um papel na relação entre as partes.

Alon Sochaczewski foi fundador da operação brasileira da agência Havas Digital no final dos anos 90, onde ficou até 2007. Alvaro Pacheco, foi por quase uma década CFO do Grupo Newcomm e Sergio Chilvarguer, foi diretor de e-commerce da marca Track and Field por 11 anos.