Divulgação, Matthieu Riegler/Flickr

A AMD quer sair dos 10% para 50% de participação de mercado no Brasil em dois anos.

Com crescimento acima de 300% em um ano, aponta a revista Exame, a está redirecionando suas atenções para o Brasil, buscando driblar a crise norte-americana.

Para crescer localmente, a fabricante foca na experimentação de seus produtos em pontos de contato com a marca, aproximando-se dos compradores. A estratégia tem rendido até 40% de conversão para a companhia, informa a Exame.

As ações de aproximação com os pontos de venda se dividem por locais em São Paulo e Rio de Janeiro.

Somente com dois projetos, a AMD espera aumentar em 66% as vendas para integradores e revendas. “Queremos proporcionar uma experiência e demonstrar a nossa diferença”, afirma Roger Melo, diretor de marketing da AMD Brasil.

Além dos pontos físicos, a companhia vai até o seu público com um caminhão itinerante.

O Volante AMD, como é chamado o veículo, já percorreu quatro cidades e fez relacionamento com cerca de mil pessoas, diz a Exame, que interagiram com os produtos da marca por meio de um simulador de corrida igual aos dos pilotos de Fórmula 1.

Atualmente, a AMD é a segunda maior fabricante de processadores do mundo, atrás da Intel. As empresas têm, respectivamente, 19,7% e 80,1% do mercado global, segundo dados de 2011 da consultoria de mercado IDC.