Celistics implanta solução SAP em oito semanas com RDS. Foto: reprodução.

A Celistics, multinacional de logística e distribuição de dispositivos móveis em expansão de suas operações no Brasil, ampliou a automatização do seu Centro de Distribuição com a adoção do SAP All-In-One, com implementação via Rapid Deployment Solution (RDS) a cargo da Sonda IT.

A nova solução, que teve seu processo de implantação em apenas oito semanas, possibilitou à empresa espanhola um um controle mais rígido das suas áreas de estoque, distribuição e logística.

No Brasil, a companhia era usuária da solução SAP Business One, assim como nos outros 14 países da América Latina onde mantém operações. Porém, devido a novos contratos fechados no país, teve que fazer rapidamente a migração através do RDS.

A previsão do tempo de execução do projeto, de acordo com o gerente de TI da Celistics Brasil, André Reis, foi um fator chave para a companhia investir no sistema da fabricante alemã, que funciona como um acelerador para uma implementação mais rápida da solução escolhida.

Segundo o executivo, a empresa encontrou tudo o que precisava para entrar em funcionamento rapidamente em um mesmo pacote, incluindo o software pré-configurado e serviços de manutenção.

“Com SAP RDS foi possível fazer toda a implementação num curto espaço de tempo e, o principal, adotando as melhores práticas de mercado e alinhando-as com nossas necessidades de negócios”, pontua Reis.

O executivo também identificou ganhos operacionais, como maior transparência nas informações e aprimoramento das áreas financeira e fiscal.

Após a implementação bem sucedida, agora a Celistics pretende ampliar o escopo do projeto para seus novos Centros de Distribuição.

O plano também inclui a extensão da plataforma em todas as sedes da América Latina nos próximos 18 meses e, depois disso, a companhia pretende iniciar o processo de implementação de um sistema de Business Intelligence.

RDS

O uso do Rapid Deployment Solutions, soluções que, trocando em miúdos, tornam mais simples, baratas e rápidas implantações de ERPs e outros sistemas, promete ser o modelo padrão para as implementações da SAP.

Conforme Steven Birdsall, líder global de RDS da multi alemã, o RDS tende a ser o futuro das vendas, afinal, “se você prefere comprar e implantar o software de forma tradicional, mais complexa, cara e demorada, é uma opção sua”.

Um apelo que atinge diretamente as pequenas e médias empresas, mercado ao qual a SAP vem mostrando cada vez mais as garras no Brasil.

Só em 2011, a linha da multi para o SMB, focada no ERP B1, passou dos 33 mil contratos, e hoje, dos mais de quatro mil clientes que atende no Brasil, 34% são de pequeno porte e 36%, médio.