Gilsinei Hansen.

A Totvs anunciou a compra da Virtual Age, empresa paranaense especializada no desenvolvimento de softwares na nuvem para a cadeia de moda têxtil e vestuário por um valor total de até R$ 75,1 milhões, sendo R$ 50 milhões de entrada e o resto atrelado ao cumprimento de metas. 

Sediada em Cianorte, cidade a 550 km de Curitiba conhecida como a “Capital do Vestuário” pela grande concentração de confecções – 550 marcas conhecidas nacionalmente – a Virtual Age tem 27 anos de mercado e um faturamento esperado de  R$ 29 milhões para 2014.

A empresa atende mais de 500 clientes, incluindo marcas como Água de Coco, Osmoze, Sawary, Nicoboco, Oppnus, Cobra D’água e Patrícia Bonaldi, além de atender a rede de lojas da maior camisaria da América Latina, afirma a Totvs, sem revelar o nome desse cliente [uma aposta segura seria a catarinense Dudalina].

“Com esse movimento, a Totvs reforça sua estratégia de especialização e entra em definitivo no setor de moda têxtil e vestuário, combinando suas forças de distribuição com os produtos especializados e o conhecimento de negócios da Virtual Age”, destaca Gilsinei Hansen, vice-presidente de Segmentos e Sistemas da Totvs.

A Virtual Age foi pioneira em ofertar softwares web para o mercado de moda e uma das primeiras a ter um ERP especialista integrado ao sistema de RFID. 

Além disso, a a empresa tem experiência em lojas de departamento com gestão de crediário e cartão próprio, atendendo diversas redes por todo o Brasil.

A Totvs fechou o primeiro trimestre com receita líquida de R$ 431,9 milhões, aumento de 15,4% em relação ao primeiro trimestre de 2013.