Alexandre D'Aquino. Foto: divulgação.

A Neoris, multinacional mexicana de consultoria de TI com forte presença no mundo SAP, está apostando alto no seu crescimento para a vertical de saúde no Brasil, com uma expectativa de crescimento na ordem de 60%, isso apenas em 2015.

Segundo Alexandre D’Aquino, diretor da Neoris para América do Sul, o plano da consultoria é aproveitar o atual momento de profissionalização do segmento de saúde no país, trazendo soluções já testadas e implementadas pela empresa em outros países como Chile e Colômbia.

"O mercado de saúde no Brasil está em busca de soluções para levar sua gestão a outro patamar. Para isso, identificamos demandas do segmento e criamos uma oferta específica para esta vertical", afirmou o executivo.

De acordo com D'Aquino, a oferta da Neoris abrange três pilares: gestão do paciente, que envolve autoatendimento e consulta de dados do paciente; gestão médica, referente aos processos dos médicos, como prontuário eletrônico; e backoffice, que envolve a parte administrativa das instituições de saúde.

Conforme explica o diretor da Neoris, o pacote de soluções tem como clientes em potencial hospitais, clínicas e operadoras de seguro de saúde.

"Também atendemos o segmento farmacêutico, mas ao nosso ver ele tem processos que se assemelham mais ao segmento de manufatura do que de saúde. Entretanto, no futuro vamos experimentar soluções de integração entre clínicas e fabricantes através de controle e rastreamento de medicamentos", explica D'Aquino.

A declaração faz referência à decisão da Anvisa em tornar obrigatório até o final de 2016 o rastreamento de medicamentos no país, em uma medida que afeta os sistemas desde os fabricantes de remédios, passando por farmácias até os médicos que os administram.

Ao falar de "profissionalização do segmento", D'Aquino menciona a chegada de grandes grupos de clínicas no país, assim como o grande número de fusões e aquisições na área, o que está criando grandes redes de saúde no país. Exemplos são empresas como Dasa, Fleury, entre outras.

"Com o nascimento destas grandes cadeias de estabelecimentos de saúde, se cria a necessidade de uma gestão integrada e profissionalizada. Queremos estar na crista desta onda", afirma o executivo.

No ano passado, outra manobra da Neoris para mostrar seu foco na área de saúde foi a contratação de Avi Zins, executivo com background na vertical de saúde em empresas como HP e IBM, como novo gestor para o mercado de saúde na sua sucursal brasileira.

Segundo Zins, a estratégia passa por uma especialização na indústria de saúde, com uma proposta diferenciada para os clientes locais, com soluções para melhorar a eficiência das instituições com uma gestão mais enxuta e com controle de seus custos e de seus fluxos de caixa.

Na América Latina, atualmente 30% da receita da Neoris é composta por negócios na área de saúde, com o mercado de utilities ocupando a principal fatia do bolo da empresa, que fatura cerca de aproximadamente US$ 300 milhões.