Paulino Rodrigues vai deixar o Sicredi. Foto: Divulgação.

Paulino Rodrigues vai deixar em julho o cargo de diretor de TI e operações do Sicredi, instituição financeira cooperativa sediada em Porto Alegre.

A informação é de fontes de mercado e foi confirmada ao Baguete pelo Sicredi por meio da sua assessoria de imprensa.

Em nota, a instituição afirma que Rodrigues deixará o Sicredi por "decisão pessoal" e fica até julho, período no qual apoiará o processo de transição ao sucessor, que está em fase de seleção.

Rodrigues assumiu o cargo em 2012, vindo da área de planejamento e administração do Sicredi, onde entrou em 2009.

Antes do Sicredi, Rodrigues foi CFO da Teikon, empresa de manufatura de eletrônicos gaúcha, e passou pelas áreas financeiras da Midea Carrier e da Coca Cola.

No Sicredi, um dos principais projetos conduzidos por Rodrigues, foi a criação de um catálogo de 381 serviços do seu Centro de Serviços Compartilhados, incluindo aí cerca de 200 na área de TI.

A iniciativa foi viabilizada por um pacote de tecnologias VMware implementadas de maneira pioneira no país na época.

O profissional também foi premiado pela Oracle como  Latin America CIO of The Year 2015 durante o Oracle Open World, evento mundial da gigante de tecnologia.

O Sicredi está em alta. De acordo com o S&P Global Market Intelligence, que apresenta os 50 maiores bancos da América Latina, o banco cooperativo saltou dez posições no ranking entre 2016 e 2017, chegando ao 27º lugar,  ao registrar um aumento de ativos de US$ 13,26 bilhões para US$ 20,24 bilhões em 2016.

No último ano, apesar do cenário político-econômico, o Sicredi expandiu sua atuação nacional com a filiação da Central Sicredi Norte Nordeste, beneficiando 3,5 milhões de associados de 20 estados brasileiros.

O Sicredi está em 20 estados, com 1,5 mil agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros.