VENTO

Tivit: 100% de energia limpa a partir de 2022

22/05/2020 12:26

É a primeira empresa brasileira a se comprometer com uma meta do gênero.

Rio do Vento será um dos maiores complexos de energia eólica do país. Foto: Pexels.

Tamanho da fonte: -A+A

A Tivit anunciou uma que usará 100% de energia limpa em suas operações a partir de 2022. 

Todos os trinta escritórios no Brasil, além dos quatro data centers sediados no país, nos quais trabalham 7 mil pessoas, serão alimentados por energia gerada em um parque eólico no Rio Grande do Norte, que leva o nome de Rio do Vento. 

O contrato de 10 anos assinado com a Tivit deve ajudar a Casa dos Ventos, construtora do parque, a bancar a obra, orçada em R$ 2,4 bilhões e com início previsto para abril.

Antes, a Casa dos Ventos já havia assinado contrato também com a Vulcabras Azaleia, no valor de R$ 150 milhões, que prevê fornecimento de 7 megawatts por 13 anos.

De acordo com a Tivit, a empresa será a primeira do setor de tecnologia do Brasil a atingir uma meta do gênero, uma iniciativa comum em grandes do segmento nos Estados Unidos, como o Google.

“A questão ambiental tem se mostrado cada vez mais urgente e nossa intenção é deixar um legado de sustentabilidade. A companhia terá sua energia suprida por um dos maiores projetos eólicos do mundo”, afirma Carlos Gazaffi, Presidente da TIVIT.

O complexo eólico Rio do Vento, situado na região das cidades de Caiçara do Rio do Vento, Ruy Barbosa, Riachuelo e Bento Fernandes, no Rio Grande do Norte, detém 120 turbinas V150-4.2 MW da empresa Vestas, líder global na confecção de aerogeradores.

A capacidade instalada é de 504 MW em oito usinas, o que possibilita a negociação de contratos no mercado livre com companhias de porte e setores diferentes.

Veja também

INOVAÇÃO
Petrobras e Sebrae procuram startups

Edital prevê R$ 10 milhões para financiamento de projetos em nove temas tecnológicos.

SEGURANÇA
Energisa tenta se recuperar de ataque há uma semana

Companhia está com site e aplicativo fora do ar enquanto busca restabelecer sistemas.

PÓS-COVID
BRDE tem programa de startups

Iniciativa vai ser operacionalizada pela aceleradora Ventiur em parceria com Aliança pela Inovação.

CONSUMO
Oi inaugura fazenda de energia solar

Redução de custos com programa de eficiência pode chegar a R$ 400 milhões por ano.

PERSPECTIVA
O Brasil descobre a Tesla

Quais as chances reais por trás da falação em torno da possível vinda da Tesla para o país?

SUSTENTABILIDADE
Parque tecnológico de Pelotas terá energia solar

O investimento total na geração será de cerca de R$ 425 mil.

ENERGIA
Eternit testa telhas fotovoltaicas na UFSC

Feito de concreto, produto é o primeiro da categoria aprovado pelo Inmetro.

POR DENTRO
Nestlé tem nova sede com alta tecnologia

Escritório em São Paulo tem novo data center com gestão automatizada, entre outras novidades.

LUZ
Amazonas e Roraima Energia adotam S/4 Hana

Projetos em empresas do setor elétrico da região Norte serão entregues pela Meta.

TENDÊNCIA
Copel quer marketplace com blockchain

CPQD desenvolve a solução para comercialização direta de energia elétrica entre consumidores e prosumidores.

CATARATAS
Plano de levar data centers para Foz ainda existe

Projeto oriundo do governo Dilma Rousseff faz sua primeira aparição na era Bolsonaro.