A Anjos do Brasil firmou um acordo com a ABRAII. Foto: Divulgação.

A Anjos do Brasil firmou dois acordos no último mês, com a Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) e a Associação Brasileira de Empresas Aceleradoras de Inovação e Investimentos (ABRAII).

Com a Anprotec, o acordo de cooperação tem o objetivo de promover ações de fomento e capitalização de novas empresas, além do intuito de aproximá-las de fundos de capital semente. 

Para isso, as entidades realizarão capacitações sobre investimento anjo para empreendedores e trabalharão na aproximação entre investidores e empreendimentos inovadores vinculados a parques tecnológicos e incubadoras.

As duas entidades ainda definirão a operacionalização dos projetos que serão desenvolvidos em parceria e também o cronograma dessas ações, que envolvem capacitações sobre investimento anjo para empreendedores, aumento do investimento em empreendimentos inovadores e aproximação de investidores a projetos desenvolvidos em parques e incubadoras.

Já o convênio com a ABRAII visa a alavancar os investimentos em fase inicial de startups brasileiras por meio da aproximação entre as aceleradoras e os investidores-anjo. A parceria quer encurtar o distância que existe entre essas duas pontas. 

"A Anjos do Brasil vem fazendo um trabalho muito consistente na formação e aproximação de investidores-anjo em todo o Brasil. As aceleradoras são grande fonte de oportunidades de investimento. Acreditamos muito na parceria entre esses dois importantes atores do mercado”, ressalta Pedro Waengertner, CEO da ABRAII.

A união entre as entidades ocorrerá a partir do compartilhamento de informações entre as duas esferas e da realização de eventos em conjunto, tendo em vista o alcance de resultados eficientes. 

Segundo uma pesquisa liderada pela Anjos do Brasil no início do ano, entre 2011 e 2014 houve um crescimento de 33% de investidores em fase inicial de startups, com valores de investimento que saltaram de R$ 450 milhões para R$ 688 milhões.